Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por Buzio em Qui 13 Out 2016, 23:46

Durante o funeral de Carlos Caetano, militar do posto de Aguiar da Beira, foi lida uma mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança na qual alertou para o risco de futuramente "poucos ou nenhuns" quererem entrar na GNR.
Manuel Linda lamentou que, por um lado, se viva numa sociedade onde se mata "por dá cá esta palha" e, por outro, as forças de segurança sejam "ignoradas pela maioria, menosprezadas por muitos e até odiadas por alguns".
Qualquer dia sujeitamo-nos a que poucos ou nenhuns queiram entrar nesta força de segurança, porque a dureza da vida é enorme, a exposição social incomoda e a compensação, concretamente o salário, é muito pequena", considerou.
avatar
Buzio
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 634
Mensagem : Podes ser um optimo profissional e excederes as expectativas, mas... a tua avaliação depende sempre da competencia de quem te avalia.
Meu alistamento : 1.º de 98 o alistamento da EPG

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por Patrulhas em Sex 14 Out 2016, 09:23

Sábias palavras...

Cumprimentos,

avatar
Patrulhas
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1193
Meu alistamento : Curso de 1999

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por jmflince em Sex 14 Out 2016, 11:16

Patrulhas escreveu:Sábias palavras...

Cumprimentos,

Sábias... palavras que para estes políticos e governantes não passam disso. Só pensam em números, e para eles é o que nós somos.
avatar
jmflince
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : Cabo GNR
Nº de Mensagens : 1153
Mensagem : Estou farto de ver e de ouvir certas pessoas...


Meu alistamento : 04-03-1991

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por papapedras em Sex 14 Out 2016, 13:50

 :bravo:
avatar
papapedras
Cabo
Cabo

Masculino
Idade : 33
Profissão : militar
Nº de Mensagens : 149
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por sineense em Sex 14 Out 2016, 13:58

jmflince escreveu:
Patrulhas escreveu:Sábias palavras...

Cumprimentos,

Sábias... palavras que para estes políticos e governantes não passam disso. Só pensam em números, e para eles é o que nós somos.
Nem mais.
avatar
sineense
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 48
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 227
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por CARI2013 em Sex 14 Out 2016, 14:15

Buzio escreveu:Durante o funeral de Carlos Caetano, militar do posto de Aguiar da Beira, foi lida uma mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança na qual alertou para o risco de futuramente "poucos ou nenhuns" quererem entrar na GNR.
Manuel Linda lamentou que, por um lado, se viva numa sociedade onde se mata "por dá cá esta palha" e, por outro, as forças de segurança sejam "ignoradas pela maioria, menosprezadas por muitos e até odiadas por alguns".
Qualquer dia sujeitamo-nos a que poucos ou nenhuns queiram entrar nesta força de segurança, porque a dureza da vida é enorme, a exposição social incomoda e a compensação, concretamente o salário, é muito pequena", considerou.
Não digo que esse dia não possa chegar. Porém, actualmente , para 400 vagas há cerca de 12.000 candidatos....
Na minha opinião, as palavras do vigário castrense das forças armadas e de segurança também não me parece serem as mais adequadas à ocasião.
avatar
CARI2013
Sargento-Mor
Sargento-Mor

Masculino
Idade : 35
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 2860
Mensagem : «Uma das maiores subtilezas da arte militar é nunca levar o inimigo ao desespero.»
(Michel de Montaigne)
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por Croco em Sex 14 Out 2016, 17:50

No funeral do Guarda Principal Carlos Caetano
Out 13, 2016 | Notícias


Na impossibilidade de estar presente, devido ao lançamento do DoCat, D. Manuel Linda enviou a seguinte mensagem.
Mensagem à família e aos amigos do
Guarda Principal Carlos Filipe Caetano
e à Guarda Nacional Republicana
 
É missão grave do bispo estar com os seus fiéis, especialmente nos momentos difíceis e dolorosos. Como um Comandante, o bispo tem de ser o último a abandonar o navio, mesmo correndo perigo de vida. Isto é, ser bispo não é desempenhar um qualquer cargo importante, mas dar o exemplo no aproximar-se das pessoas, partilhar os seus sentimentos e estender uma mão amiga para as retirar do poço negro do sofrimento e as abrir à luz da esperança e do conforto espiritual possível.

Por esta razão, é com profunda tristeza que não posso estar presente junto de vós, neste momento trágico e de luto. É que, um compromisso pastoral e religioso de âmbito nacional, há muito assumido, impede-me a presença física. Não obstante, garanto-vos uma fortíssima presença espiritual: também eu sofro convosco, me emociono convosco e experimento a negrura da tristeza.

 Mas também faço o que vocês fazem agora: rezo. Sim, neste momento, a única coisa que podemos fazer é pedir a misericórdia do nosso Deus. Misericórdia, antes de mais, para a alma do Guarda Principal Carlos Caetano para que Deus lhe valorize o sacrifício da vida e do sangue, derramado na defesa do bem e da legalidade, e lhe perdoe alguma falta cometida ao longo da sua curta vida; e misericórdia para os seus familiares, camaradas e amigos que, porventura, neste momento, sofrem tanto que podem já não encontrar razões de viver. Deus vos ajude. Que ele, o nosso Deus, coloque a sua mão paterna no ombro do Carlos e no vosso para vos confortar, amparar e animar, tal como um Pai faz a um filho quando este sofre a mais dura provação.

Queria aproveitar esta circunstância trágica para uma palavrinha simples, dirigida a todos, mas especialmente a quem tem o poder da decisão ou da influência.

A nossa cultura e maneira de viver, aqui na Europa, está a tornar-se problemática. Por um lado, à base de um conceito errado de liberdade, não se insiste na modelação do nosso temperamento, na formação moral e na educação para os valores. E o mal mais terrível encontra campo aberto para se impor, a ponto de a vida humana se tornar apenas uma questão de preço e, por sinal, para os malvados, um preço muito baixo: mata-se por «dá cá esta palha», como diz o povo. Por outro lado, as Forças de Segurança, concretamente a Guarda, são ignoradas pela maioria, menosprezadas por muitos e até adiadas por alguns. Delas se exige que a legalidade impere mas, quando as coisas correm com tranquilidade, alguns acham que estão a mais.

Esta mentalidade é perigosíssima a curto prazo. Evidentemente, nenhum de nós procura o martírio. Por isso, qualquer dia sujeitamo-nos a que poucos ou nenhum queiram entrar nesta Força de Segurança porque a dureza de vida é enorme, a exposição social incomoda e a compensação, concretamente o salário, é muito pequena. Então, que queremos? Que o mal campeie e a ilegalidade alastre por falta de quem lhe ponha cobro? Eis, pois, uma questão não apenas social, mas mesmo moral: dê-se à Guarda e às outras Forças de Segurança os meios humanos e técnicos, os equipamentos e a formação sem os quais não podem afrontar o mal que cada vez parece ressurgir com mais intensidade. E faça-se tudo para se valorizar, social e economicamente, esta altruísta e nobre função de preservar a boa harmonia social, a paz, a liberdade e a legalidade.

Evidentemente, não sou técnico desse âmbito. Apenas quis alertar para algo que me preocupa, pois a sociedade aberta tem muito inimigos. E precisa de quem a defenda. O que me compete é animar a fé dos crentes. Por isso, digo à família, aos camaradas e aos amigos: como sabeis pela vossa formação religiosa, o mistério pascal de Jesus também passou por uma Sexta feira muito dura, também se esvaiu em sangue, também houve dor atroz. Na história de Jesus, também entrou uma Mãe desfeita em lágrimas e uns quantos amigos com o coração partido pela dor. Também entrou uma sepultura e um túmulo. Mas também aconteceu um Domingo de Páscoa, também se experimentou a alegria mais profunda do reencontro, também se saboreou a plenitude da vida. Numa palavra: houve ressurreição.

Caros amigos, hoje, para vós e para mim, é Sexta-feira Santa. Muito negra e muito dura. Mas chegaremos à glória da ressurreição. O dia de hoje é passagem e não realidade final.

Garanto-vos o apoio da minha oração: ela obtenha o eterno descaso para o Guarda Principal Carlos Caetano e o conforto para os familiares, camaradas e amigos. Deus vos ajude.
O vosso irmão,
Manuel Linda
Bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança
http://ordinariato.castrense.pt/no-funeral-do-guarda-principal-carlos-caetano/
avatar
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 49
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 7949
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"

Meu alistamento : 1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por Guarda que anda à linha em Sex 14 Out 2016, 19:22

"Eis, pois, uma questão não apenas social, mas mesmo moral: dê-se à Guarda e às outras Forças de Segurança os meios humanos e técnicos, os equipamentos e a formação sem os quais não podem afrontar o mal que cada vez parece ressurgir com mais intensidade. E faça-se tudo para se valorizar, social e economicamente, esta altruísta e nobre função de preservar a boa harmonia social, a paz, a liberdade e a legalidade."

Pois é Sr. Bispo, aguarde pela publicação e entrada em vigor dos novos diplomas que vão regular as vidas profissionais e pessoais dos militares da Guarda, nomeadamente o EMGNR e o Decreto-lei das reformas, e vai ver qual é que vai ser a preocupação daqueles que têm o dever de olhar por nós e o dever de nos proporcionar aquilo que refere na sua mensagem, e vai ver a valorização social e económica que nós vamos ter a seguir.
avatar
Guarda que anda à linha
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 52
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 929
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por jmflince em Sex 14 Out 2016, 21:04

O senhor bispo que ponha os olhos na aplicação do horário de referência é tira logo as suas conclusões. Os piores inimigos para os guardas são os próprios comandantes...se esta gente nos quisesse bem não andavam com esta trapalhada...
avatar
jmflince
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : Cabo GNR
Nº de Mensagens : 1153
Mensagem : Estou farto de ver e de ouvir certas pessoas...


Meu alistamento : 04-03-1991

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por carlos ferreira em Sex 14 Out 2016, 23:57

É pena que essas palavras de nada sirvam, pois a ministra daqui a uns dias nem se lembra, está-se nas tintas para nós...
avatar
carlos ferreira
Guarda-Principal
Guarda-Principal

Masculino
Idade : 40
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 90
Meu alistamento : 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mensagem do bispo das Forças Armadas e das Forças de Segurança no funeral de Carlos Caetano

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares