Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Mensagem por Croco em Qua 10 Ago 2016, 17:52

Relembrando a primeira mensagem :

Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Lusa/AO online /  Nacional /  Hoje, 16:35

                               O Ministério da Administração Interna (MAI) vai libertar diariamente de tarefas burocráticas 612 elementos das forças de segurança, afetando-os a tarefas operacionais, disse fonte daquele departamento governamental.
 
Dos 612 elementos das forças de segurança que deixam de estar afetados a tarefas burocráticas, e passam a exercer funções operacionais, 50 serão reafetados a novos serviços, ainda este ano, enquanto os restantes 562 só ficarão adstritos a novas funções em 2017, disse à Lusa a mesma fonte.

Só de refeitórios e messes da GNR e da PSP, o MAI vai libertar, em 2017, 532 elementos das forças de segurança (337 militares da Guarda Nacional Republicana e 195 elementos da Polícia de Segurança Pública), que representam um custo anual de 12.037.891,76 euros.

Os dados a que a Lusa teve hoje acesso resultam de um levantamento efetuado pelo MAI, nos últimos meses, que visava determinar a possibilidade de desafetar elementos das forças de segurança de funções burocráticas, alocando-os a tarefas operacionais, objetivo principal das forças de segurança, referiu a mesma fonte.

“O que é importante é que as forças de segurança cumpram o seu objetivo primordial, que é zelar pela segurança de pessoas e bens e não o cumprimento de tarefas burocráticas”, indicou.

Os dados do levantamento realizado pelo MAI são conhecidos no mesmo dia em que o Correio da Manhã noticiou que o ministro das Finanças só autoriza a entrada de 300 novos polícias para formação, e não de 800, como o Governo chefiado por António Costa já prometera.

A formação de novos polícias é um processo que remonta a 2014 e que, segundo o Correio da Manhã, fica agora comprometido pela decisão do ministro das Finanças, Mário Centeno, no início deste mês, devido a “constrangimentos orçamentais”.
http://www.acorianooriental.pt/noticia/mais-de-600-policias-e-guardas-vao-ser-afetados-a-tarefas-operacionais
avatar
Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 49
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 7930
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"

Meu alistamento : 1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Mensagem por joao miguel silva em Qua 23 Ago 2017, 00:16

os que não tinham cunha, ou os que eram mais "fracos" é que foram obrigados a ir para os postos e o que é que esta a acontecer? andam em pânico, são um autentico estorvo, (pode haver exceções).
Os cunheiros e curiosamente mais novos em idade e tempo de serviço, foram redistribuídos em outros impedimentos, ou seja primeiro está o impedimento e depois é que vem a imagem da GNR..
é o normal na gNR
avatar
joao miguel silva
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 42
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 721
Mensagem : O querido líder do Guadiana...
Meu alistamento : 2197

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Mensagem por Guarda que anda à linha em Qua 23 Ago 2017, 15:58

Mais um tiro no pé.

Uma instituição militar como esta, sujeita a horários rígidos em que por vezes (muitas) não há horário para entrar nem para sair, devia ter messes próprias. O exemplo mais flagrante daquilo que estou a dizer foi agora nos incêndios e na vinda do Papa em maio.

Nos incêndios, têm sido dias e dias a comer sandes.

Uma instituição militar/policial como a GNR é, que é a primeira a par das Forças Armadas a dar a cara perante uma qualquer calamidade publica estado de sitio etc. devia ser auto suficiente no fornecimento da alimentação dos seus militares e não estar sujeita a empresas privadas.

Então se amanhã houver uma catástrofe qualquer, o país ficar sujeito a estado de sitio, em que os militares têm de permanecer nos quartéis/instalações horas e ou dias a fio, vão estar sujeitos ao fornecimento da sua alimentação por empresas privadas, cujos seus funcionários perante uma situação destas só não fogem dessas catástrofes ou estado de sitio como qualquer civil vai fugir se não puder?

É só demagogias camaradas, no fim disto tudo, vejam bem quantos militares é que o serviço operacional ganhou, meia dúzia de gatos pingados, ainda por cima provavelmente revoltados.

E depois há outra situação que ainda ninguém falou, Com o encerramento das messes da Guarda, que existiam até a nível de destacamento, agora só estão a abrir concurso para empresas privadas até a nível de COMTER/Comandos de outras unidades.

Então e o pessoal do serviço operacional a quem  ainda por cima lhe aumentaram  os horários das patrulhas de 6 horas, em que não era preciso almoçar/jantar, para 8 horas em que agora se tem de almoçar/jantar, ficam sujeitos às sandes e às marmitas e a ter de comer à pressa?

Meus Senhores, atualmente, conseguimos regredir nas nossas condições de serviço/estatutárias para situações piores e mais degradantes num período de tempo em que nem sequer cá temos a Troika (pretexto para se cortar em tudo e mais alguma coisa), onde nos foi prometido que as coisas iriam melhorar, do que no período de tempo em que cá tivemos a Troika.
avatar
Guarda que anda à linha
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 51
Profissão : Funcionário publico
Nº de Mensagens : 908
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Mensagem por иuησ em Qui 24 Ago 2017, 23:20

avatar
иuησ
Tenente-Coronel
Tenente-Coronel

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR Cavª
Nº de Mensagens : 14374
Mensagem :
Nuno Miguel Guedes

Coordenador da Região de Lisboa

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA GUARDA - APG/GNR

Meu alistamento : 2000 - AIP

https://www.apg-gnr.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Mensagem por иuησ em Qui 24 Ago 2017, 23:20

avatar
иuησ
Tenente-Coronel
Tenente-Coronel

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR Cavª
Nº de Mensagens : 14374
Mensagem :
Nuno Miguel Guedes

Coordenador da Região de Lisboa

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA GUARDA - APG/GNR

Meu alistamento : 2000 - AIP

https://www.apg-gnr.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mais de 600 polícias e guardas vão ser afetados a tarefas operacionais

Mensagem por Serralha em Sab 26 Ago 2017, 10:49

Essa notícia é nova???? Parece um "deja vu"...isso não passa de teoria, na prática não se vê!!
avatar
Serralha
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 34
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 108
Mensagem : "Cheio de Deus não temo o que virá, pois venha o que vier, não será maior do que a minha alma!"
Meu alistamento : Este século!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares