Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Admin Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Cmdt Geral em Qua 04 Ago 2010, 14:38


Ao longo dos tempos temos assistidos à partida de camaradas/colegas desta nossa profissão por vontade própria.


O suicídio nas Forças de Segurança.


Tenho a impressão que o número de suicídios têm vindo a aumentar nos últimos anos. Questão:

Porquê?


Infelizmente não sei a resposta a esta pergunta, mas podemos tentar restringir os factores e os contextos em que estes acontecem!

Problemas familares? Problemas económicos? Problemas profissionais? Um pouco de todos?

Após tentarmos identificar as possíveis causas, levanta-se a pergunta:


O que fazer para prevenir?


Que sinais podemos verificar num camarada com essas tendências? Como identificar os sinais? Como ajudar?


E nós? Estaremos nós a precisar de ajuda? Como fazer uma introspecção?






Convido todos os membros deste fórum a participarem nesta discussão, de preferência fundamentando o melhor possível as suas opiniões ou posições. Evitem o simples uso de smillies ou de expressões não desenvolvidas. O assunto é sério - tratêmo-lo como tal.


CG


Última edição por Cmdt Geral em Qua 04 Ago 2010, 16:07, editado 11 vez(es)

Cmdt Geral
Administrador
Administrador

Masculino
Idade : 67
Profissão : Militar da Guarda Nacional Republicana
Nº de Mensagens : 5514
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

http://forumgnr.virtuaboard.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Marie em Qua 04 Ago 2010, 17:36

Existe um estudo bastante interessante a respeito do suícidio (em termo geral) que está públicado na net: "Tentativa de suícido" de Josefa Costa.
Por varios motivos, sempre é algo que "mexe" muito comigo e por consequência sempre interessei pelo assunto.

Aqui vai o link: http://www.fcsaude.ubi.pt/thesis/upload/118/868/josefacostapdf.pdf

Marie
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Feminino
Idade : 45
Profissão : Escriturária
Nº de Mensagens : 201
Mensagem : "O tempo é um grande mestre; tem porém o defeito de matar os seus discípulos ." - Hector Berlioz
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por jomarabu em Qui 05 Ago 2010, 00:20


Vou ler este estudo!!!

jomarabu
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 39
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1875
Mensagem : "Temos de aprender a viver todos como irmãos ou morreremos todos como loucos.”
in Marter Luther King

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Marie em Qui 05 Ago 2010, 09:43

No entanto, a um grande ponto em comum, nas pessoas que cometem o acto de tentativas de suícidio:
o sentimento de ser inútilo, sentir-se como um incómodo, não ter vida, que falha em tudo (mesmo isso não sendo verdade).
Esse estado de espírito é muito vezes provocado por sobrecargas: trabalho, emocional, familiar ou tudo no conjunto.
Essas pessoas estão em depressão profunda e muitas das vezes nem se apercebem dos síntomas, nem quem esteja a volta.
Um dos síntomas mais frequento é a instabilidade emocional: tão de repenta está na maior das alegrias como chateado ou incomodado, alteração de humor (alteração repentinas e constante de estado de espirito).
Muitas das vezes são pessoas que estão habituado a tratar de tudo sozinhos, esforçam-se de resolver tudo sozinho. O que ao longo do tempo apesar de estar bastante rodeados sentem-se no seu interior só.
São capaz de estar na maior festa e demostrar uma grande alegria a sua volta e passado alguns minutos quando estão só tentar o suicidio em vez de pedir ajuda pelo o facto de não querer incómodar seja quem for. Como se tivessem a se sentir um parasito que deve ser eliminado.

É algo de muito díficil de fazer entender a essas pessoas que são importantes, "útéis" (no bom sentido), de lhes fazer perceber que são pessoas que têm muito valor.

Esse pequeno comentário se deve por ter vivido de forma próxima as tentativas de suicidio. Díficil de entender os sinais. Díficil de perceber quando vão tentar essa loucura para os travar a tempo e lhes dar um bom abanão naquele momento. Pede que estejamos muito atento cada dia que passa.

Quem se sentir em baixo, em descarga emocional fala com alguém.
Sei perfeitamente que nunca irão dizer que vão tentar de se suícidar para por fim ao sofrimento, a tortura interior que o massacra. E lembra-se que a quem tem a maior estima para si, para quem tem uma importância que nem sonha. Fala com um amigo, um especialista.

Marie
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Feminino
Idade : 45
Profissão : Escriturária
Nº de Mensagens : 201
Mensagem : "O tempo é um grande mestre; tem porém o defeito de matar os seus discípulos ." - Hector Berlioz
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por BRUNO PEREIRA em Qui 05 Ago 2010, 12:03

Não posso deixar de concordar com a Marie, de facto o que esta na oringen do problema é o facto de se tentar resolver tudo sozinho, suportando de tudo.

Isso aliado ao dia a dia da profissão, que por sua vez também não é de se dizer uma profissão fácil, massacra e sensabiliza o estado de espirito de uma pessoa.


Mas é necessário ter fé e esperança que as instituições ajudem os seus elementos no seu dia a dia, para que situações lamentaveis não voltem a acontecer.

Cumps a todos.

BRUNO PEREIRA
Guarda-Principal
Guarda-Principal

Masculino
Idade : 32
Profissão : METALURGICO
Nº de Mensagens : 88
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por dragao em Qui 05 Ago 2010, 12:51

Este tema é de facto muito complexo e sensível para se comentar. E sito uma frase "Ninguém pode ver nem compreender nos outros o que ele próprio não tiver vivido". É uma realidade que está actualmente abrasar os agentes das forças de segurança e que se desconhece o motivo que leva a tal atitude. Poder-se-á dizer eventualmente que será devido a vários factores, como ex: a situação socio economica actual, a pressão a que são submetidos os agentes diariamente no exercicio das funções, a familia etc..
Mais que nunca, os agentes devem ser unidos e conversar entre si sobre o trabalho, familia, problemas que os afectam.
Quantas vezes durante um patrulhamento podemos partilhar com o camarada o nosso dia-a-dia.
Como reza a doutrina da instituição, temos duas familias, a nossa própria familia e a da GNR.
Quantas vezes já ouvi camaradas a desabafarem com os problemas que afecta no seu dia-a-dia, só pelo facto de estarmos a ouvir o camarada já estamos ajudá-lo em muito.
É certo que deve haver apoio por parte da instituição, no sentido de ajudar os agentes. Deve a instituição através dos seus comandos directos, logo que haja conhecimento de um caso que careça de apoio, accionar os meios adequados para salvaguardar a estabilidade do agente.
Por fim, cito as palvras que me marcaram muito do nosso amigo Antonio Feio.
"Aproveitem a vida e ajudem-se uns aos outros. Apreciem cada momento e agradeçam, não deixem nada por fazer, nada por dizer" .

http://www.youtube.com/watch?v=D47DCN6G-as


Última edição por dragao em Qui 05 Ago 2010, 14:11, editado 2 vez(es)

dragao
Cmdt Interino
Cmdt Interino

Masculino
Idade : 48
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 17464
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por BRUNO PEREIRA em Qui 05 Ago 2010, 12:56

Bem citado dragao!

São de facto palavras marcantes!


BRUNO PEREIRA
Guarda-Principal
Guarda-Principal

Masculino
Idade : 32
Profissão : METALURGICO
Nº de Mensagens : 88
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por PITÃO 000 em Qui 05 Ago 2010, 21:59

Este tema é de facto muito complexo!
Não se se existe algum estudo que mostre que a incidencia do suicidio nas forças de segurança é superior ou inferior às outras profissões. No entanto é certo, que nunca se ouviu ou viu noticias sobre suicidios como na actualidade. Também é certo que a taxa de alcoolicos nesta profissão baixou drasticamente, (será que deixarm de se meter nos copos, resolvendo os problemas de outra forma!)
Se assim for, quererá dizer que os problemas persistem, então será tempo de o gab. de psicologia, vir para a rua e avaliar caso a caso. Claro que para isso, alguém terá que sinalizar o militar em risco, já existem recomendações através de uma circular do CG, para que os CMDT's, sinalizem os casos que achem por convenientes. No entanto isto é uma tarefa estremamente dificil, pois quais são os indicadores/sintomas?. Estará um CMDT de posto habilitado para tal? E esse CMDT, quem o acompanha? E se o mesmo erra, indica um militar, não estará a meter-lhe um carimbo na testa "tolinho...".
È complicado...acho que este problema ou a predosposição para ele deveria ser detectado logo na admissão, afinal para que servem os psicotécnicos?

PITÃO 000
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 41
Profissão : GUARDA
Nº de Mensagens : 108
Meu alistamento : 16-06-1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Orca Azul em Qui 05 Ago 2010, 22:16

Todos os actos são de quem os pratica!!!
Não os podemos julgar, quem somos nós para tal?

Continuo a dizer que temos falta de lideres, mandar todos o sabem agora comandar, é mais dificil.

Orca Azul
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 49
Profissão : GNR - Operador TIE
Nº de Mensagens : 421

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por boinaazul1970 em Qui 05 Ago 2010, 23:15

Não é nos psicotécnicos na admissão para a Guarda que se consegue saber se as pessoas têm tentações suicidas...
E depois, a vida muda e conforme a vida muda assim muda a pessoa e o seu comportamento, ou seja, por exemplo: hoje estamos bem e até ganhámos o euromilhões mas amanha estamos mal porque fomos roubados. E isso pode mudar a vida e a maneira de pensar da pessoa. Temos que ser nós, camaradas de serviço, a ver esses comportamentos diferentes e mudanças de atitudes dos nossos camaradas e assim podermos reportar isso mesmo aos nossos superiores e com isso estamos a "salvar uma vida", a vida do nosso camarada. Não interessa o que eramos na altura em que entrámos para a Guarda, o que interessa é o que se é agora, e isso é que pode mudar o nosso comportamento e nos fazer ter pensamentos negativos e vazios.

boinaazul1970
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Profissão : GNR (Unidade de Controlo Costeiro)
Nº de Mensagens : 1757
Mensagem : "HOMENS DE AÇO EM MURALHAS DE GRANITO"-(MEN OF STEEL IN THE GRANITE WALLS).
Meu alistamento : 26 Abril de 1993

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por pimenta209 em Sex 06 Ago 2010, 00:33

concordo plenamente com o Camarada Orca Azul...
as palavras do Camarada Dragão são de facto marcantes...

pimenta209
Guarda-Principal
Guarda-Principal

Masculino
Idade : 42
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 94
Mensagem : TA-SE BEM..... AGORA. 13 ANOS DEPOIS!!!!!!!!!!
Meu alistamento : 2.º DE 1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Marie em Sex 06 Ago 2010, 00:55

Para Boinaazul

As pessoas que têm "tendências" para o suicidio, são pessoas com depressões cronicas. E as pessoas com problemas de saúde psiquicas não são "tolinhos" porque nesse caso seriamos todos tolinhos.
Isto é todos nós sofremos de um pouco de todas as doenças mentais, só que de forma equilibradas. Isso quer dizer que todos nós somos um pouco egocentrico, um pouco excentrico, esgoista, narcisista, depressivo, ect..., ect... mas de dose equilibrado. Se nos falhar uma das situações em dose certa, acontece que outra dessas situações irá existir em excesso que provoca o desequilibro. (explicação básica psicologia).
Uma pessoa pode tentar em suicidar-se sem ter tendência para tal acto, é só chegar ao ponto do "basta", "estar ao fim do rolo". A imagem que pode explicar um pouco o que quer dizer será o desejo intenso e extremo de acabar com a dor e tortura psicologica que pessoa sente. Uma dor que poderá ser comparado com um punhal que está a mexer e rodar de forma intensa na ferida.
Os motivos podem ser diversos, mas agem em conjunto que provoca um mau estar interior na pessoa e, por norma, ferá sentir essa pessoa como inútil/parasito/estorvo/incómodo (que está a mais). É como uma sobrecarga que vai esmagando-a. Por consequência, a única solução que encontra para terminar com isso tudo, esse sofrimento é o suicidio ( e muitas das vezes, nem é para acabar com a vida, mas para acabar com a dor). No entanto, há pessoas que procuram outras formas tal como a mutilação e/ou os vicios (conhecido com o termo de autodestruição). Talvez não sabem mas certos vícios são usados por algumas pessoas como autodestruição inconciênte, também dito como tentativa lente de suicidio inconciênte.

Não houve dias que chegaram dizer desculpam-me das expressões): «Apeticia-me mandar tudo pastar/pelos ares.»
«Queria mandar tudo pela janela fora» «Só me apetece arrebentar com tudo» e muitas das vezes essa palvra tudo se refere a vida em si. No entanto, não tenta o suicidio (e ainda bem) porque está emocionalmente equilibrado apesar de ter tido um momento que precisou de "botar tudo fora".

Divertam-se de verdade que é mais que necessário para se ter equilibro mental nesse mundo de stress. E quando se vê ir um pouco em baixo, não estejam só apesar de querer estar mesmo sozinho porque assim é que começa-se a criar o poço no qual se torna dificil de sair.

Marie
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Feminino
Idade : 45
Profissão : Escriturária
Nº de Mensagens : 201
Mensagem : "O tempo é um grande mestre; tem porém o defeito de matar os seus discípulos ." - Hector Berlioz
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Luisa Baião em Sex 06 Ago 2010, 11:39

O video não tem nada a ver com FS.No entanto, vale a pena analisar e tirar algumas ilações.


Luisa Baião
Coronel
Coronel

Feminino
Idade : 85
Profissão : Aposentada da enfermagem
Nº de Mensagens : 18687
Mensagem : só a árvore que produz frutos é que se vê
apedrejada, para deixá-los cair.
A árvore estéril ninguém dá importância.

Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por genere em Sex 06 Ago 2010, 19:02

Eu gostava de fazer uma pergunta aos camaradas.
Vocês são as mesmas pessoas do que quando entraram para a GNR?
Não se sentem mais revoltados, mais desmotivados, mais abandonados, menos gente do que quando entraram para a GNR?
Será que é preciso andar a rastejar para ter uma folga semanal durante o fim de semana?
Será que é preciso andar a controlar a escala para saber quando nos calha a noite ao fim de semana?
Quando é que poderemos combinar um simples jogo de futebol com os amigos com antescedência?
Quando vou recuperar a minha individualidade perante as pessoas e deixar de ser o Guarda?
Para quando teremos o apoio das chefias quando um serviço corre menos bem?
Para quando teremos um descanso digno?
Para quando haverá respostas para isto tudo?

genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por snake em Sex 06 Ago 2010, 19:39

genere escreveu:Eu gostava de fazer uma pergunta aos camaradas.
Vocês são as mesmas pessoas do que quando entraram para a GNR?
Não se sentem mais revoltados, mais desmotivados, mais abandonados, menos gente do que quando entraram para a GNR?
Será que é preciso andar a rastejar para ter uma folga semanal durante o fim de semana?
Será que é preciso andar a controlar a escala para saber quando nos calha a noite ao fim de semana?
Quando é que poderemos combinar um simples jogo de futebol com os amigos com antescedência?
Quando vou recuperar a minha individualidade perante as pessoas e deixar de ser o Guarda?
Para quando teremos o apoio das chefias quando um serviço corre menos bem?
Para quando teremos um descanso digno?
Para quando haverá respostas para isto tudo?


Camarada, se meteres o papel para ir embora. aparecem 100 civis para o teu lugar.

Não te queixes muito, que existem muitas pessoas a trabalhar de sol a sol, a trabalhar ao fim de semana e ganham menos do que tu.

Não estás assim tão mal, mas deixo-te um conselho, mete o papel e vai embora, era o que eu faria se tivesse assim tão descontente conforme escreveste.

snake
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 37
Profissão : Guarda Nacional Republicana
Nº de Mensagens : 971
Meu alistamento : 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por genere em Sex 06 Ago 2010, 19:58

Será que estas na Territorial? Não me parece!
Será que te acomodas com o que tens? É porque estas numa bela de uma chafarica!
Se calhar deviamos voltar ao tempo antigo não achas?
Por causa de pessoas como tu é que a GNR anda como anda.
Até agora ainda não pensei em suicidio, mas já pensei em dar uns tiros na cabaça de alguns como tu!
Por isso...

genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por PITÃO 000 em Sex 06 Ago 2010, 20:54

genere escreveu:Será que estas na Territorial? Não me parece!
Será que te acomodas com o que tens? É porque estas numa bela de uma chafarica!
Se calhar deviamos voltar ao tempo antigo não achas?
Por causa de pessoas como tu é que a GNR anda como anda.
Até agora ainda não pensei em suicidio, mas já pensei em dar uns tiros na cabaça de alguns como tu!
Por isso...


Ele pode não estar, mas eu estou.
Só que tambem tenho 06 anos de descontos para a seg. social, por trabalhar numa fábrica, com tempos de produção cronometrados, pedir para ser substituido para ir à casa de banho e digo-te, a GNR é um mimo. Só não está de acordo que saiu directamente de debaixo da saia da mãe e da escolinha para aqui.

PITÃO 000
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 41
Profissão : GUARDA
Nº de Mensagens : 108
Meu alistamento : 16-06-1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por genere em Sex 06 Ago 2010, 21:04

Ó pitão queres que te mande ou vais sozinho?
Estamos aqui a falar de suicidios e vêm vocês para cá com essas teorias de propotentes e ditadores.
Um dia que um de vocês caia ou que leve uma lambadas nesse focinho por andarem a prejudicar alguem na escala eu quero ver se continuam a falar assim.
Posso-te adiantar que o que eu fazia antes de ser militar fazia parecer a tua fábrica um mimo.
Só não está de acordo quem não é nenhum robot e quem tem cabeça para pensar.
Pois eu quando vim para a Guarda foi em prol da Grei e agora o que sinto é que ando aqui a servir interesses pessoais de Pitões, lagartos, jacarés e outra bicharada.
Não se sirvam da Guarda, a Guarda não vos pertence, não hajam como se tivessem uma cota parte de um posto.
Não vale a pena adiantar muito mais pois as vossas teorias são: Metam o papel e vão embora!

Sim senhor belas palavras quando aqui se fala de suicidio.

Como é que os militares podem andar a defender e apoiar a Grei quando eles não tem condições para tal e são eles que precisam de ajudar e apoio.

genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por PITÃO 000 em Sex 06 Ago 2010, 21:20

Não vale a pena!!!
É uma questão de atitude. Tadinho.

PITÃO 000
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 41
Profissão : GUARDA
Nº de Mensagens : 108
Meu alistamento : 16-06-1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por genere em Sex 06 Ago 2010, 21:36

Pitão podes respeitar o tópico?
Estamos a falar de suicidios!
Vê lá não te sintas muito importante, para quem trabalhou numa fábrica e agora é sargento, vê lá não te subam as amarelas à cabeça!

genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por brunix26 em Sex 06 Ago 2010, 22:12

Com tantos psicólogos na guarda,pk não todos os meses passar um pelos destacamentos para ouvir individualmente cada limitar

brunix26
Guarda
Guarda

Masculino
Idade : 35
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 59
Meu alistamento : 2003

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Cmdt Geral em Sex 06 Ago 2010, 22:24



Meus senhores, conseguimos manter o nível, ou nem por isso?

_____________________________________________
Regras do Fórum
Tópico das Apresentações
Acessos/Utilizadores especiais

Cmdt Geral
Administrador
Administrador

Masculino
Idade : 67
Profissão : Militar da Guarda Nacional Republicana
Nº de Mensagens : 5514
Mensagem : Ler as Regras ajuda a compreender o funcionamento do fórum!
Meu alistamento : Já viste este novo campo no teu perfil?

http://forumgnr.virtuaboard.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por иuησ em Sab 07 Ago 2010, 02:22

Parece que não CG... De vez em quando aparece um cromo que além de não saber respeitar a opinião dos outros ainda critica o que os outros escrevem.
Se é para destabilizar, porque não o vão fazer para outra freguesia????

Sobre o assunto em epigrafe, que é demasiado delicado e serio, irei dentro de alguns dias tentar escrever algo. Actualmente sinto-me um pouco baralhado face ao suicídio cometido pelo Agente Principal Francisco Cardoso, meu colega no atendimento no Centro Operacional 112.PT Sul.

Não é fácil tentar perceber (a coragem para uns, ou a cobardia para outros) de tal acto. É muito difícil tentar perceber o que quer que seja.

Como disse, vou tentar escrever algo nos próximos dias, pois é um assunto que exige muita reflexão, e pelos vistos, neste tipo de profissão, aparentemente ninguém está livre!!!

иuησ
Tenente-Coronel
Tenente-Coronel

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR Cavª
Nº de Mensagens : 13753
Mensagem :
Nuno Miguel Guedes

Coordenador da Região de Lisboa

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA GUARDA - APG/GNR

Meu alistamento : 2000 - AIP

https://www.apg-gnr.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Marie em Sab 07 Ago 2010, 10:31

иuησ™ escreveu:Parece que não CG... De vez em quando aparece um cromo que além de não saber respeitar a opinião dos outros ainda critica o que os outros escrevem.
Se é para destabilizar, porque não o vão fazer para outra freguesia????

Sobre o assunto em epigrafe, que é demasiado delicado e serio, irei dentro de alguns dias tentar escrever algo. Actualmente sinto-me um pouco baralhado face ao suicídio cometido pelo Agente Principal Francisco Cardoso, meu colega no atendimento no Centro Operacional 112.PT Sul.

Não é fácil tentar perceber (a coragem para uns, ou a cobardia para outros) de tal acto. É muito difícil tentar perceber o que quer que seja.

Como disse, vou tentar escrever algo nos próximos dias, pois é um assunto que exige muita reflexão, e pelos vistos, neste tipo de profissão, aparentemente ninguém está livre!!!

É verdade que muitos consideram o suícidio como acto de cobardia.
Mas deviam refletir muito antes de proferir essas palavras,
porque quem estejam bem na vida apesar de passar por alguma dificuldade ou entrava, tão simplesmente não terá coragem de pegar uma arma e colocar junto da cabeça a pensar que vai puxar no gatilho e largar tudo o que mais ama na sua vida.
O suícidio é um acto extremo
um acto de colocar o ponto final
e muitas das vezes não em relação a vida, mas de algo o tortura de uma forma extrema.
Não considero o suícidio nem com um acto de cobardia, nem como um acto de coragem. Mas uma tentativa de resolver um problema (apesar de não ser solução) num momento de desespero no nível mais alto.

(realmente é de lamentar a falta de camaradagem e de união que se lê constantemente nos tópicos)

Bem haja para todos

Marie
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Feminino
Idade : 45
Profissão : Escriturária
Nº de Mensagens : 201
Mensagem : "O tempo é um grande mestre; tem porém o defeito de matar os seus discípulos ." - Hector Berlioz
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por genere em Dom 08 Ago 2010, 21:53

Aqui no forum andava um militar da classe de sargentos que era do tipo: Deviamos voltar ao tempo da polainas, Quem não está contente que se vá embora, assim coisas dessas.
Era um atêntico duro da maneira como lidava com os militares e a população da ZA dele.
Não é que o mesmo tentou o suicido?

genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Marie em Dom 08 Ago 2010, 22:49

genere escreveu:Aqui no forum andava um militar da classe de sargentos que era do tipo: Deviamos voltar ao tempo da polainas, Quem não está contente que se vá embora, assim coisas dessas.
Era um atêntico duro da maneira como lidava com os militares e a população da ZA dele.
Não é que o mesmo tentou o suicido?

O suícidio não está relacionado com a personalidade da pessoa,
mas pelos momentos que a pessoa está atravessando e o seu "estado de espírito".
Poderá ser a pessoa mais durona, dita forte, cheio de coragem,
que enfrente tudo e todos, tenta de suicidar-se. E todos nem acreditar pelo acontecimento.
...

Marie
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Feminino
Idade : 45
Profissão : Escriturária
Nº de Mensagens : 201
Mensagem : "O tempo é um grande mestre; tem porém o defeito de matar os seus discípulos ." - Hector Berlioz
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por olhovivo em Dom 08 Ago 2010, 23:23

Não há que ter medo ou receio de públicamente criticar o recurso ao suicídio,sempre que fique salvaguardado o respeito por aqueles que o fazem ou tentam. Os tabús nunca foram bons conselheiros.Concordo com uma discussão aberta sobre o assunto e com tudo o que nos faça perceber melhor este fenómeno.Tentativas de ocultar da opinião pública estes casos, com a desculpa esfarrapada, de que a noticia potencia novos actos, demonstra bem a falta de preparação da cadeia hierárquica para enfrentar a situação.Estudos/discussão pública e apoio especializado são necessidades urgentes nas forças de segurança.

olhovivo
Sargento-Chefe
Sargento-Chefe

Masculino
Idade : 47
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 2360
Mensagem : Reflitamos em que são diferentes os caminhos que toma cada um para seguir em busca da verdade, em que muitas vezes só um antagonismo de nomes esconde um acordo real.


"Agostinho da Silva"
Meu alistamento : OUT91

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por иuησ em Seg 09 Ago 2010, 10:36

Este assunto mexe um pouco com a malta, basta ver a pouca "afluência" no assunto e no tópico...

иuησ
Tenente-Coronel
Tenente-Coronel

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR Cavª
Nº de Mensagens : 13753
Mensagem :
Nuno Miguel Guedes

Coordenador da Região de Lisboa

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA GUARDA - APG/GNR

Meu alistamento : 2000 - AIP

https://www.apg-gnr.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por genere em Seg 09 Ago 2010, 11:58

A GNR está a anos luz de acompanhar a sociedade.
É uma instiuição retrogoda e militarista.
Quando é que as cabecinhas pensadoras começam a perceber que têm de dar outras condições ao militares para eles poderem fazer um melhor serviço?
No meu curso, na disciplina de psicossociologia, numa determinada matéria falava-se em conflitos interiores.
Ou seja a maior parte do efectivo vive um conflito interno devido às condições de trabalho, se for preciso chega a casa tem outro conflito com a familia devido aos horarios, folgas etc e depois com seis,7 ou 8 horas de descanso entre turnos vai lidar com os conflitos dos outros.
Não pode ser!
Só humanizando mais a GNR é que será possível evitar suicidios e outras acções menos correctas dos militares.

genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por иuησ em Seg 09 Ago 2010, 12:38

genere escreveu:... a maior parte do efectivo vive um conflito interno devido às condições de trabalho, se for preciso chega a casa tem outro conflito com a familia devido aos horarios, folgas etc e depois com seis,7 ou 8 horas de descanso entre turnos vai lidar com os conflitos dos outros.
Não pode ser!
Só humanizando mais a GNR é que será possível evitar suicidios e outras acções menos correctas dos militares.

Não podia estar mais de acordo contigo.

Talvez, se me permitires, acrescentar o um melhor contributo monetário ao final do mês. Os ordenados de agentes de autoridade não são dignos da função que temos perante a sociedade.

иuησ
Tenente-Coronel
Tenente-Coronel

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR Cavª
Nº de Mensagens : 13753
Mensagem :
Nuno Miguel Guedes

Coordenador da Região de Lisboa

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA GUARDA - APG/GNR

Meu alistamento : 2000 - AIP

https://www.apg-gnr.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Leandro Barros em Ter 10 Ago 2010, 15:25

Há um tópico no fórum da defesa e eu ja tinha debatido la este assunto aproveito para copiar aqui neste tópico, o que la tinha escrito, isto é apenas a minha opinião, e sim concordo com mta coisa que aqui foi dita, mas penso que não seja só esses os problemas.

Eu acho que isto não tem nada a ver com a gnr nem com a psp, se somarmos
o numero de suicídios da gnr e da psp não supera o restante, todas as
semanas ou quase todas há sempre alguém que se atira ao rio douro, a
linha de comboio, se intoxica etc etc

O que se está a passar é
que a vida esta desgastante, as coisas cada vez estão mais caras, cada
vez cortam mais em tudo, cada vez nos temos MENOS paciência, o que
origina descarregar com a família e leva a divórcios e problemas em
casa, e de seguida levamos para o trabalho...Ora bem com o aumento da
concorrência os patrões pensam desta maneira, " não falta ai quem queira
trabalhar por isso eu não tenho tempo para os teus problemas pessoais",
esta mentalidade sim é errada...Hoje em dia as pessoas passam anos a
estudar, na faculdade, antigamente a licenciatura era um sonho agora é
como se fosse o ciclo, as pessoas já só pensam em pós- doutoramento para
ter mais que as outras, para ter mais benefícios na procura de
trabalho... Isto tudo provoca frustração e as pessoas ainda não estão
adaptadas a isto então muitas vezes cometem loucuras que não os leva a
lado nenhum...
Falando agora nos patrões, eles cada vez tem menos
respeito pelas pessoas porque não podem ter, eles tmb estão mal se
antigamente havia 10 empresas para 10 consumidores e estava tudo bem,
nós agora temos 50 empresas para 10 consumidores porque o mercado
estrangeiro já esta explorar a nossa economia...

O que se passa é
que os níveis de exigência estão aumentar e há mtas pessoas, que não
estão preparados, a mentalidade é esta, nos temos de ser como maquinas,
porque quem não conseguir vai-se dar mal seja na psp seja na gnr seja
onde for, acreditem o mercado cá fora esta mto pior que na psp ou que na
gnr...

Falando um pouco em casos práticos, o que esta mal não e a
psicologia da psp nem da gnr mas sim a psicologia do ESTADO, já alguém
reparou que os hospitais públicos não tem urgências de psiquiatria????Pois é....
Já alguém assistiu uma pessoa entrar com uma crise de pânico num Hospital publico???E como essa pessoa é tratada????
So
vos digo não queiram imaginar, porque e horrível o ano passado uma
amiga minha que andava com uma vida completamente lixada, criou uma
depressão onde tinha crises de ansiedade e de pânico uma vez fomos com
ela para o Hospital ela entrou de urgência, o que lhe fizeram foi gozar
com ela, droga-la e manda-la para casa, no final disseram a mim e aos
restantes amigos que la estavam que ela era mto nova para ter
isto...Isto foi dito por um medico de ortopedia...Porque não existe
psiquiatria...

Outro exemplo familiar directo, essa pessoa era
militar mais concretamente sargento, na altura resolveu deixar a tropa
por causa da família porque não tinha tempo pra família etc
etc...Palavras dele hj" foi a maior asneira que fiz", hj trabalha quase
24h só começa as 7h da manha e termina as 2h da manha na melhor das
hipóteses a meter relatórios no computador, isto td porque tem um patrão
que diz que quem não trabalha vai embora, então as pessoas tem de
sobreviver e tem de cumprir com os objectivos que são pedidos no
trabalho, objectivos esses que são mais que um abuso mtas das vezes
extremamente difícil dos atingir por isso uma pessoa quase nem
para,porque senão cumprir e despedido...E as pessoas acabam a pensar
estou cheio disto, mas vou fazer o que com esta idade???fundo desemprego
ganhar 480€€€???


Por isso pessoal não pensem que isso tem a
ver com gnr nem psp, tudo esta difícil, isto vai e da resistência da
pessoa ao stress que a visa esta a ficar...
Quanto ao apoio psicológico o culpado é
o estado que não se preocupa com isso, e hj em dia esse e o problema de
todas as doenças....


Cumps

Leandro Barros
Guarda
Guarda

Masculino
Idade : 27
Profissão : Estudane
Nº de Mensagens : 60
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Leandro Barros em Ter 10 Ago 2010, 15:35

O vídeo que o membro dragão postou de facto é muito interessante, eu por acaso já tive a oportunidade de ver o filme contraluz e fiquei bastante contente por ver que os portugueses estão a evoluir no cinema, aconselho a quem não viu o filme que quando tiverem oportunidade o façam porque esta muito sensibilizante quanto a estas causas e outras, é um filme que tem de ser visto com muita atenção e que deixa a pensar durante algum tempo, quem perceber bem a historia do filme percebe bem esta causa.

Leandro Barros
Guarda
Guarda

Masculino
Idade : 27
Profissão : Estudane
Nº de Mensagens : 60
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por MiguelBarrancos em Sab 14 Ago 2010, 21:19

genere escreveu:Eu gostava de fazer uma pergunta aos camaradas.
Vocês são as mesmas pessoas do que quando entraram para a GNR?
Não se sentem mais revoltados, mais desmotivados, mais abandonados, menos gente do que quando entraram para a GNR?
Será que é preciso andar a rastejar para ter uma folga semanal durante o fim de semana?
Será que é preciso andar a controlar a escala para saber quando nos calha a noite ao fim de semana?
Quando é que poderemos combinar um simples jogo de futebol com os amigos com antescedência?
Quando vou recuperar a minha individualidade perante as pessoas e deixar de ser o Guarda?
Para quando teremos o apoio das chefias quando um serviço corre menos bem?
Para quando teremos um descanso digno?
Para quando haverá respostas para isto tudo?

1º Não, não sou a mesma pessoa, sou muito mais insensivel, arrogante, agressivo, revoltado.
2º Nem rastejando consigo uma folga, há 2 semanas que estou a pedir 1 dia para juntar à folga semanal, nem consigo ter 3 dias juntos para ir para a terrinha ter com a familia porque as ferias que me calharam nao me convinham, já as gozei todas até Junho, ou seja mais de 8 meses sem ter ferias, estou tramado)
3º È preciso controlar a escala para saber quando estou de noite, e trocas ao fim-de-semana ninguem quer.
4º Apoio? Um camarada torceu o joelho e aguentou o serviço até ao fim, eu fiz um relatório(por causa da baixa) explicando o que se passou, falando bem do camarada, e ainda fui gozado e quase tratado como arguido.
5º Descanso? Só o tive no PTAgueda(por ironia muito trabalhoso) que na altura tinha um efectivo de 30 e tal homens(em 2005). Agora em 2010 tem 13 homens.
6º Respostas? no cu de judas...
7º Antes de vir para aqui trabalhava no LIDL, onde também se dava um pouco no duro, mas tinha vida, horarios, decência, camaradagem(lol), infelizmente todos os efectivos estao a ser pressionado para ir para a rua sem carta de despedimento, mudou muito desde 2002.
8º Meter o papel? Já pensei nisso mais que 1000 vezes.
9º Suicidio? :-( já vivi isso de perto, e já me passou pela cabeça, e quando me dizem que há que esteja pior eu penso "com o mal dos outros posso eu bem".
10º A esperança é a ultima a morrer e lutarei pela minha sobrevivência e de terceiros até ao fim, contudo às vezes custa sair de casa para vir trabalhar a olhar para o horizonte.

até lá 0,0,0,0

Abraço

MiguelBarrancos
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 36
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 646
Mensagem : camaradagem era a solução para metade dos nossos problemas...
Meu alistamento : 2003

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por rogerpiter em Sab 11 Set 2010, 00:51

um bom estudo

rogerpiter
Guarda-Principal
Guarda-Principal

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 88
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Afonso Duarte Sá Lima em Dom 24 Abr 2011, 21:21

O suícidio é uma questão muito complexa. No entanto e no que à nossa instituição diz respeito, julgo que pouco ou mesmo nada se tem feito para minimizar este flagelo que nos atormenta a todos.
Quando faço uma critica, tenho o dever de a justificar, então aqui fica o exemplo da forma como se trata muito mal esta problemática:- Não passou ainda muito tempo, esteve na minha unidade, uma equipe de psicólogos, que reuniu com oficiais e sargentos. Nem uma única praça participou naquele evento.
Tendo em consideração que as praças, são a esmagadora maioria do efectivo, logo a classe onde acontecem mais incidentes (suicídios), não seria de bom tom que participassem algumas praças?
Pois é, se um militar anda deprimido, os primeiros a aperceberem-se da situação são os camaradas que convivem mais de perto, não são os senhores oficiais ou sargentos que lhe vão dar apoio.
A questão é que as praças não são vistas nem achadas, não possuem capacidade para participarem em reuniões com a nobreza.
Ainda tenho bem presente a imagem de um camarada, ainda muito novo, que se matou dentro do quartel com um tiro na cabeça. Muita gente sabia qual o problema que o afectava, ninguém o ajudou, pelo contrário consta que houve um senhor que o "atirou" ainda mais para baixo. A ser verdade, que viva com o peso na consciência.
A propósito, há tempos não muito longínquos, um camarada solicitou a marcação de uma consulta de psiquiatria no nosso C.C, obteve a seguinte resposta:-desenrasque-se no privado, aqui está tudo cheio.
Estou admirado não haver mais suicidios na Guarda.
Muitos gostam de comparar os tempos de hoje com os do passado. Não tem nada a ver. Entrei para a instituição quase à 30 anos, eram tempos difíceis, mas eramos respeitados, lá fora e cá dentro, salvo raras excepções. Hoje somos enxovalhados pelos civis em geral e nos tribunais em particular. Na instituição ninguém nos protege, nem tão pouco nos dão apoio algum, estamos entregues à nossa sorte. Os sucessivos governos, tem-nos tratado como gente menor, só pensam em prejudicar-nos. Vejam só, o EMGN em termos de horário remete-nos para uma portaria, que ninguém sabe quando vai ser publicada. O RGSG é completamente omisso. Estamos completamente nas mãos dos comandos, se eles quizerem, nem folgamos, porque não há nenhum documento que regule os horários, as folgas e o intervalo entre serviços da mesma escala.
Um abraço a todos

Afonso Duarte Sá Lima
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 56
Profissão : Funcionário do estado português
Nº de Mensagens : 7
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)
Alistado em 1983

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por BladeRunner em Dom 24 Abr 2011, 21:55

Afonso Duarte Sá Lima escreveu:O suícidio é uma questão muito complexa. No entanto e no que à nossa instituição diz respeito, julgo que pouco ou mesmo nada se tem feito para minimizar este flagelo que nos atormenta a todos.
Quando faço uma critica, tenho o dever de a justificar, então aqui fica o exemplo da forma como se trata muito mal esta problemática:- Não passou ainda muito tempo, esteve na minha unidade, uma equipe de psicólogos, que reuniu com oficiais e sargentos. Nem uma única praça participou naquele evento.
Tendo em consideração que as praças, são a esmagadora maioria do efectivo, logo a classe onde acontecem mais incidentes (suicídios), não seria de bom tom que participassem algumas praças?
Pois é, se um militar anda deprimido, os primeiros a aperceberem-se da situação são os camaradas que convivem mais de perto, não são os senhores oficiais ou sargentos que lhe vão dar apoio.
A questão é que as praças não são vistas nem achadas, não possuem capacidade para participarem em reuniões com a nobreza.
Ainda tenho bem presente a imagem de um camarada, ainda muito novo, que se matou dentro do quartel com um tiro na cabeça. Muita gente sabia qual o problema que o afectava, ninguém o ajudou, pelo contrário consta que houve um senhor que o "atirou" ainda mais para baixo. A ser verdade, que viva com o peso na consciência.
A propósito, há tempos não muito longínquos, um camarada solicitou a marcação de uma consulta de psiquiatria no nosso C.C, obteve a seguinte resposta:-desenrasque-se no privado, aqui está tudo cheio.
Estou admirado não haver mais suicidios na Guarda.
Muitos gostam de comparar os tempos de hoje com os do passado. Não tem nada a ver. Entrei para a instituição quase à 30 anos, eram tempos difíceis, mas eramos respeitados, lá fora e cá dentro, salvo raras excepções. Hoje somos enxovalhados pelos civis em geral e nos tribunais em particular. Na instituição ninguém nos protege, nem tão pouco nos dão apoio algum, estamos entregues à nossa sorte. Os sucessivos governos, tem-nos tratado como gente menor, só pensam em prejudicar-nos. Vejam só, o EMGN em termos de horário remete-nos para uma portaria, que ninguém sabe quando vai ser publicada. O RGSG é completamente omisso. Estamos completamente nas mãos dos comandos, se eles quizerem, nem folgamos, porque não há nenhum documento que regule os horários, as folgas e o intervalo entre serviços da mesma escala.
Um abraço a todos

BladeRunner
Cabo
Cabo

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 170
Mensagem : O bandido bom é o bandido morto e enterrado de pé.

A vida mostra-nos que quando não estamos bem mudamo-nos eu já estou a mudar

http://blog.danielabertolo.com/
Meu alistamento : Da instrução para a destruição
2006

http://blog.danielabertolo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por libertador em Seg 25 Abr 2011, 11:05

em mais

libertador
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 33
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 486
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por IMagno em Sab 06 Ago 2011, 00:06

Fez ontem dia 4 de Agosto um ano que encontrei este fantástico Forum GNR, quando procurava informação sobre o preocupante tema do suícidio nas Forças de Segurança.



Um ano depois verificamos que estes atos desesperados continuam a acontecer com uma frequência assustadora.



O que tem sido feito para apoiar estes elementos que arriscam a vida para manter a ordem e a lei? Pouco ou nada!!!



Sinto-me triste...consternada...preocupada...com tamanha insensibilidade por parte de quem pode e deve intervir na deteção e prevenção destas situações.

IMagno
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Feminino
Idade : 52
Profissão : informática
Nº de Mensagens : 390
Mensagem : "Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia."


Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por иuησ em Sab 06 Ago 2011, 00:23

É um facto IMagno... Nada foi feito, não há prevenção, não há nenhum rastreio, não há nada!

E os casos continuam a aparecer, embora resolvidos pela união e camaradagem daqueles que detectam a tempo um camarada em aparente dificuldade...

Não sei mesmo o que isto vai dar, mas actualmente há muitos assuntos pendentes a mexer com o nervoso miudinho de muitos bons GNR´s...

иuησ
Tenente-Coronel
Tenente-Coronel

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR Cavª
Nº de Mensagens : 13753
Mensagem :
Nuno Miguel Guedes

Coordenador da Região de Lisboa

ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA GUARDA - APG/GNR

Meu alistamento : 2000 - AIP

https://www.apg-gnr.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Croco em Sab 06 Ago 2011, 01:08

GRITO DE RAIVA DO GUARDA E DO AGENTE

É preciso eu perder a vida?

É preciso perder amigos/camaradas/colegas?

É preciso eu ficar incapacitado, e ver o causador dessa incapacidade, sair impune do tribunal?

É preciso eu ter de, literalmente, me passar para o lado criminoso, e resolver certos

problemas da sociedade, pelas minhas próprias mãos?

É preciso eu recorrer a métodos anti-convencionais, para que o criminoso admita o crime que cometeu?

É preciso???

É preciso eu tirar a minha própria vida?

É preciso eu tirar a vida a alguém que não tem culpa do meu estado emocional e psicológico?

É preciso eu entrar de rompante na Assembleia e gritar em plenos pulmões "ISTO ESTÁ ERRADO!!! NÃO É ASSIM QUE SE TRATA QUEM VOS PROTEGE? QUEM DÁ A VIDA POR VOCÊS, QUEM FAZ COM QUE SEJA SEGURO ANDAR NA RUA, E QUE SE MAGOA, QUE CHORA, QUE SE IRRITA, QUE PERDE DIAS DA VIDA PESSOAL, QUE DETERIORA A SAÚDE, SÓ PARA QUE VOCÊS POSSAM DEITAR A CABEÇA DESCANSADOS DA VOSSA VIDINHA E NO ENTANTO NÃO CONSEGUIR, EU, DORMIR DESSA FORMA QUE BEM MEREÇO?"

É preciso os números dos suicídios aumentarem para o dobro, para vocês se lembrarem de um grupo fictício de apoio via telefone???

Porra pá... o que eu preciso é de apoio na rua, apoio nos tribunais, apoio na saúde, apoio na família, O QUE PRECISO É DE APOIO.

Preciso de uma arma nova é verdade... a minha já é velhinha...

Mas também preciso de um carro-patrulha que não nos deixe na mão e tenhamos de o empurrar porque não pega.

Preciso de um computador para trabalhar como deve ser.

Preciso de reconhecimento pelo meu trabalho, nem que seja um simples "Bom trabalho camarada! Bom trabalho Colega"

É ISSO QUE EU PRECISO...

Não preciso de um panfleto com um número de telefone...

Preciso de um Gabinete de Apoio Psicológico, que previna e não que remedeie...

Não precisava nem lutava por um Sindicato se vocês, Governantes e Comandantes, vissem que nós é que vos protegemos...

Esses rapazes de fato e gravata que vos acompanham... São dos nossos. Ou já se esqueceram???

Aqueles que parecem pombos e corvos nos altos dos prédios quando vocês têm as vossas reuniões... São dos

nossos... ou também já se esqueceram???

Aqueles que param o trânsito, aqueles que vos prestam homenagem para VOCÊS ficarem bem-vistos perante os

vossos congéneres estrangeiros. Aqueles que se for preciso dão a vida por vocês, pelos cidadãos... SÃO DOS NOSSOS!!!

Somos elementos das Forças de Segurança... somos homens...mulheres, velhos, novos, experientes, inexperientes, mas sofremos todos do mesmo mal...

TEMOS UM GRANDE CORAÇÃO... E TEMOS A NOSSA PALAVRA DE HONRA.

Cumprimos ao máximo as nossas divisas das vossas Instituições... PELA LEI E

PELA GREI - PELA ORDEM E PELA PÁTRIA.

Falo por mim... e pelos meus camaradas e colegas...

in “Fórum PSP”

http://spp-psp.pt/files/Policia20.pdf

Croco
Major
Major

Masculino
Idade : 48
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 7780
Mensagem : "As maiores virtudes do homem são: A honestidade e a humildade"
Meu alistamento : 1991 CIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por sfamoreira em Sab 06 Ago 2011, 01:17

Croco escreveu:GRITO DE RAIVA DO GUARDA E DO AGENTE

É preciso eu perder a vida?

É preciso perder amigos/camaradas/colegas?

É preciso eu ficar incapacitado, e ver o causador dessa incapacidade, sair impune do tribunal?

É preciso eu ter de, literalmente, me passar para o lado criminoso, e resolver certos

problemas da sociedade, pelas minhas próprias mãos?

É preciso eu recorrer a métodos anti-convencionais, para que o criminoso admita o crime que cometeu?

É preciso???

É preciso eu tirar a minha própria vida?

É preciso eu tirar a vida a alguém que não tem culpa do meu estado emocional e psicológico?

É preciso eu entrar de rompante na Assembleia e gritar em plenos pulmões "ISTO ESTÁ ERRADO!!! NÃO É ASSIM QUE SE TRATA QUEM VOS PROTEGE? QUEM DÁ A VIDA POR VOCÊS, QUEM FAZ COM QUE SEJA SEGURO ANDAR NA RUA, E QUE SE MAGOA, QUE CHORA, QUE SE IRRITA, QUE PERDE DIAS DA VIDA PESSOAL, QUE DETERIORA A SAÚDE, SÓ PARA QUE VOCÊS POSSAM DEITAR A CABEÇA DESCANSADOS DA VOSSA VIDINHA E NO ENTANTO NÃO CONSEGUIR, EU, DORMIR DESSA FORMA QUE BEM MEREÇO?"

É preciso os números dos suicídios aumentarem para o dobro, para vocês se lembrarem de um grupo fictício de apoio via telefone???

Porra pá... o que eu preciso é de apoio na rua, apoio nos tribunais, apoio na saúde, apoio na família, O QUE PRECISO É DE APOIO.

Preciso de uma arma nova é verdade... a minha já é velhinha...

Mas também preciso de um carro-patrulha que não nos deixe na mão e tenhamos de o empurrar porque não pega.

Preciso de um computador para trabalhar como deve ser.

Preciso de reconhecimento pelo meu trabalho, nem que seja um simples "Bom trabalho camarada! Bom trabalho Colega"

É ISSO QUE EU PRECISO...

Não preciso de um panfleto com um número de telefone...

Preciso de um Gabinete de Apoio Psicológico, que previna e não que remedeie...

Não precisava nem lutava por um Sindicato se vocês, Governantes e Comandantes, vissem que nós é que vos protegemos...

Esses rapazes de fato e gravata que vos acompanham... São dos nossos. Ou já se esqueceram???

Aqueles que parecem pombos e corvos nos altos dos prédios quando vocês têm as vossas reuniões... São dos

nossos... ou também já se esqueceram???

Aqueles que param o trânsito, aqueles que vos prestam homenagem para VOCÊS ficarem bem-vistos perante os

vossos congéneres estrangeiros. Aqueles que se for preciso dão a vida por vocês, pelos cidadãos... SÃO DOS NOSSOS!!!

Somos elementos das Forças de Segurança... somos homens...mulheres, velhos, novos, experientes, inexperientes, mas sofremos todos do mesmo mal...

TEMOS UM GRANDE CORAÇÃO... E TEMOS A NOSSA PALAVRA DE HONRA.

Cumprimos ao máximo as nossas divisas das vossas Instituições... PELA LEI E

PELA GREI - PELA ORDEM E PELA PÁTRIA.

Falo por mim... e pelos meus camaradas e colegas...

in “Fórum PSP”

http://spp-psp.pt/files/Policia20.pdf

sfamoreira
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 32
Profissão : Offshore- Plataformas Petroliferas
Nº de Mensagens : 1024
Mensagem : A treinar para a ingressão no próximo CFG...
Meu alistamento : Já esteve mais longe...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por FORASTEIRO em Sab 06 Ago 2011, 01:21

mt bem  :bravo:

FORASTEIRO
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 47
Profissão : agente gnr
Nº de Mensagens : 5434
Mensagem : " Responder à ofensa com ofensa é lavar a alma com lama.

O silêncio é um dos argumentos mais difíceis de se rebater. "

Dalai Lam.


Meu alistamento : já faltou mais.!!!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por VaN_dRaCk em Sab 06 Ago 2011, 07:54

Muito bom o texto! Smile

VaN_dRaCk
Tenente
Tenente

Masculino
Idade : 31
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 4103
Meu alistamento : AIP 2006

http://www.hell.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por bawer em Sab 06 Ago 2011, 14:23

Para já precisava de bom senso geral.. depois venha isso tudo.

bawer
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 41
Profissão : Militar
Nº de Mensagens : 443
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Obama: yes, we can em Sab 06 Ago 2011, 16:18

Muito bem "croco", era bom que este texto estivesse num jornal ou fosse enviado ao MAI...



Está tudo resumido.....


Obama: yes, we can
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 37
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 300
Meu alistamento : AIP/GNR - Ano 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por BARRIER02 em Sab 06 Ago 2011, 16:21

chorar amen amen

BARRIER02
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 40
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 1029
Mensagem : Padeço de doença Bipolar. Viva o maniqueismo!!!!
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por IMagno em Sab 06 Ago 2011, 18:19


IMagno
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Feminino
Idade : 52
Profissão : informática
Nº de Mensagens : 390
Mensagem : "Há mais mistérios entre o Céu e a Terra do que sonha a nossa vã filosofia."


Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Amarra em Sab 06 Ago 2011, 18:36


Amarra
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 52
Profissão : Cabo de Inf.ª /Sem curso
Nº de Mensagens : 227
Mensagem : Com o que vem aí...., vão ter de se unir.
Meu alistamento : 12SET88

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Gil Vicente em Sab 06 Ago 2011, 18:55

Em 04 NOV 08 às 09:51 a TSF colocou no ar este trabalho.
Que atitudes e medidas preventivas foram tomadas?

GNR procura entender suicídios de militares.

A GNR vai tentar perceber os casos de suicídio entre os militares cometidos nos últimos cinco anos. Um trabalho que começa em Dezembro e que vai durar seis meses.

http://www.tsf.pt/paginainicial/AudioeVideo.aspx?content_id=1038270

Gil Vicente
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 56
Profissão : Duarda da Guarda
Nº de Mensagens : 1946
Mensagem : Gozar na Reserva aquilo que não me era permitido gozar no Activo. Já agora também poder livremente privar com os Netos, coisa que muitas vezes me foi sonegado para acompanhamento dos Filhos.
Finalmente a Reserva, mas até agora nos retiram DIREITOS.
Meu alistamento : 13MAI85 2ºT/GF
Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Admin Re: Suicídio dos elementos das Forças de Segurança

Mensagem por Ideias em Ter 06 Set 2011, 05:08

genere escreveu:Eu gostava de fazer uma pergunta aos camaradas.
Vocês são as mesmas pessoas do que quando entraram para a GNR?
Não se sentem mais revoltados, mais desmotivados, mais abandonados, menos gente do que quando entraram para a GNR?
Será que é preciso andar a rastejar para ter uma folga semanal durante o fim de semana?
Será que é preciso andar a controlar a escala para saber quando nos calha a noite ao fim de semana?
Quando é que poderemos combinar um simples jogo de futebol com os amigos com antescedência?
Quando vou recuperar a minha individualidade perante as pessoas e deixar de ser o Guarda?
Para quando teremos o apoio das chefias quando um serviço corre menos bem?
Para quando teremos um descanso digno?
Para quando haverá respostas para isto tudo?
Car





Caro Camarada·


Penso que tem muita raiva dentro de si, mas será esta raiva, forma de não admitir que se enganou ao vir para a GNR?



desconheço quem é e faz quanto tempo esta na Guarda, mas asseguro-lhe que desde que entrei na Guarda esta melhorou muito.



Talvez pense que está muito mal, mas pense naquilo que a Guarda lhe vai trazendo de positivo, e mais difícil equacione tudo aquilo que já fez na Guarda, não aquilo que viu fazer, aquilo que realmente fez de sua iniciativa, equacione também as suas motivações, porque veio para a Guarda?



Se pensa que a vida na Guarda lhe corre mal, responda-me a estas perguntas:



Já matou alguém?

Já sobreviveu a uma tentativa de homicídio?

Já passou fome?

Já foi suspenso por mais de 140 dias?

Já viu crianças a viver como cães?

Tem mais de 3 filhos?

Já comandou um Posto na margem sul?

Já salvou alguém de uma morte certa que depois veio a morrer às mãos da pessoa de quem a salvou?

Já chorou em desespero?

Já foi abandonado á morte por um seu comandante?

Já perdeu um camarada seu ao serviço?

Já lhe apontaram uma arma à cabeça a menos de um palmo?·


·Já?

Já chega, se responder sim a estas questões tem o meu respeito, pois tem o inegável direito de se queixar, caso não consiga responder, talvez deva reflectir e talvez chegue á conclusão que por muito grande que seja o nosso infortúnio, há sempre alguém que gostaria de estar no nosso lugar.



Na semana passada quando vinha para casa, a sair do Posto, já de ferias e á civil, o atendimento recebeu uma chamada do CoDu, a dizer que estaria o Inem com um individuo que se queria matar, num determinado sitio, e que este se recusava a ir para o Hospital.

Sabendo que o Piquete estava empenhado, lá fui ao encontro desta situação e quando lá cheguei, vi que o individuo era alguém que eu já conhecia e semanas antes tinha estado em sua casa quando este se preparava para se enforcar e eu mais dois militares do posto, o conseguimos evitar, tendo-me cabido desatar o nó de forca, algo que me deixou um pouco perturbado.

Bem lá falei com o homem que de imediato me reconheceu, e depois de eu ter uma curta conversa com ele sabes o que me disse?



" Vou para o Hospital porque confio em ti,..... Obrigado, conto sempre contigo."



Sabes camarada o que mais me atormenta?·
É para próxima não chegar a tempo.



Tal qual aquele indivíduo, a população conta com a Guarda, ela não sabe dos nossos problemas, não sabe das nossas frustrações, não sabe quantas horas de serviço já levamos no corpo.....A POPULAÇÃO APENAS CONTA CONTIGO.·


VÊ O LADO POSITIVO.

Ideias
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 42
Profissão : Militar
Nº de Mensagens : 930
Mensagem : Cheio de fé não temo o que virá, pois venha o que vier não será mais maluco que eu....
Meu alistamento : 1.º Turno de 1995 - Portalegre

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares