Trabalhar fora da Guarda

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PMCP em Ter 04 Maio 2010, 14:03

Olá boa tarde.
Gostava de saber se os guardas podem ter um negocio por conta própria, ou seja, é possível ser G.N.R e ter um bar ou um mini-mercado ou outro negocio qualquer?
Desde ja Obrigado.
avatar
PMCP
Cabo
Cabo

Masculino
Idade : 34
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 187
Mensagem : antes morrer livres, que em paz sujeitos
Meu alistamento : 2006


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Edr See em Ter 04 Maio 2010, 14:10

Penso que já existe um topico com este assunto, mas acho que o militar da GNR além deste emprego apenas pode ter algo relacionado com a Agricultura
avatar
Edr See
Capitão
Capitão

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar das Forças de Segurança
Nº de Mensagens : 5768
Mensagem : Tenho fé que um dia a instituição seja mais justa para com os seus elementos...
Meu alistamento : 01SET03 - GIA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PMCP em Ter 04 Maio 2010, 14:21

consegues me indicar onde esta o topico?
obrigado
avatar
PMCP
Cabo
Cabo

Masculino
Idade : 34
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 187
Mensagem : antes morrer livres, que em paz sujeitos
Meu alistamento : 2006


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Santos-Pika em Ter 04 Maio 2010, 16:21

Acho que não é possivel, pelo menos acho que se tem dar conhecimento, embora possas por o negocio em nome da esposa, penso que áí é legal.
avatar
Santos-Pika
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 42
Profissão : GNR "Militar Operacional"(Elite da Guarda)
Nº de Mensagens : 1623
Mensagem : Para melhorar, é preciso trabalhar, trabalhar, trabalhar.
Meu alistamento : 1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PINTAROLAS em Ter 04 Maio 2010, 17:26

Boas,
já li ordens de serviço que o CG deferiu requerimentos para alguns militares que os autorizava a trabalhar em festas (servir em casamentos, baptizados, Etc) .
É questão de te informares com as pessoas certas.
avatar
PINTAROLAS
Moderador
Moderador

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 7509

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por jo3l em Ter 04 Maio 2010, 18:48

emgnr
Artigo 8.º
Dever de isenção
1-......................................................................................
2- Ao militar da Guarda, quando na efectividade do serviço, é vedado o exercício, por si ou
interposta pessoa, de quaisquer actividades sujeitas à fiscalização das autoridades policiais ou
relacionadas com o equipamento, armamento ou reparação de materiais destinados às Forças
Armadas ou às forças de segurança.
avatar
jo3l
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 36
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 24
Meu alistamento : 2003 AIP


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por amsv em Ter 04 Maio 2010, 19:10

Na minha zona é só taxistas.
avatar
amsv
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 38
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 479
Meu alistamento : 2003

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por cadolfod em Qua 05 Maio 2010, 11:10

Certo militar Det Transito a conduzir camião (tractor e semi-reboque) de transporte de mercadorias ... que vergonha... ainda por cima trabalha na ZA. Facto este comunicado por camionista ... comentado entre camionistas...
avatar
cadolfod
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 41
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 338
Meu alistamento : 1º CFP 1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por genere em Qua 05 Maio 2010, 13:15

Vergonha é roubar e ser apanhado!
Se o mesmo for camionista e cumprir toda a legislação regulamentar e CE qual o mal?

É certo que os estatutos não nos permitem.
Mas por exemplo se um camarada "fizer" casamentos (servir à mesa), não é uma actividade em que nós possamos fiscalizar.

Deixem-se de tretas, ou é preferivel ser corrupto, traficante de droga e armas ou fazer "segurança privada"?

Haja trabalho, saúde e mãozinhas para isso e o GCG que se...ignore
avatar
genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Luisa Baião em Qua 05 Maio 2010, 15:01

Vergonha conduzir um camião????? vergonha porquê? essa agora!?
Desde quando ,trabalhar honestamente é vergonha?
Que não seja permitido pela Instituição é uma coisa.Ser vergonha trabalhar ,já é outra coisa bem diferente.
Vergonha ,é a roubalheira que vai por este País fora com o beneplacito da justiça.
avatar
Luisa Baião
Coronel
Coronel

Feminino
Idade : 85
Profissão : Aposentada da enfermagem
Nº de Mensagens : 18699
Mensagem : só a árvore que produz frutos é que se vê
apedrejada, para deixá-los cair.
A árvore estéril ninguém dá importância.

Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por JSousa em Qua 05 Maio 2010, 18:44

É certo e sabido que uns bons milhares de camaradas têm outras actividades além da de guarda que vai desde andar a distribuir papéis do Lidl até fazer segurança privada, mas o que eu sei é que também já houve camaradadas que tiveram problemas dentro da Guarda.
avatar
JSousa
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Idade : 52
Profissão : Cabo G.N.R.
Nº de Mensagens : 1789
Mensagem : O pior está reservado para os melhores!
Meu alistamento : No Sec. XX

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por amsv em Qua 05 Maio 2010, 19:05

Vergonha sim, se quer ter vários empregos que tivesse ido para outro trabalho.
avatar
amsv
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 38
Profissão : gnr
Nº de Mensagens : 479
Meu alistamento : 2003

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por jofapin em Qua 05 Maio 2010, 22:35

Honestamento não é vergonha nenhuma. Acho muito bem que quem conseguir ter outra ocupação sem que intrometa com a profissão, só faz é bem.
avatar
jofapin
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 42
Profissão : Militar GNR
Nº de Mensagens : 213
Meu alistamento : 1997


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Luisa Baião em Qua 05 Maio 2010, 22:43

Lamento! não entendo onde está a vergonha de se trabalhar noutra área!?O que me parece é , a maioria nem tem tempo para descansar nem para dar assistência á familia.Com os horários desumanos que muitos têm o tempo livre é para para dormir .E pouco mais.
Agora, falarem-me em ser vergonha... ganham assim tanto dinheiro na guarda que nem necessitam de mais nada?
avatar
Luisa Baião
Coronel
Coronel

Feminino
Idade : 85
Profissão : Aposentada da enfermagem
Nº de Mensagens : 18699
Mensagem : só a árvore que produz frutos é que se vê
apedrejada, para deixá-los cair.
A árvore estéril ninguém dá importância.

Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por boinaazul1970 em Qua 05 Maio 2010, 22:55

amsv escreveu:Vergonha sim, se quer ter vários empregos que tivesse ido para outro trabalho.

amsv, lamento muito discordar do que dizes, acho que não é vergonhoso trabalhar fora da GNR, desde que não seja em trabalhos ilegais. É claro que sei que a nossa instituição não permite isso, mas por exemplo: eu tenho 17 anos de guarda, e chego ao fim do mês recebo pouco mais de 1100€, divorciado, três filhos, pensões de alimentos, renda da casa, carro, entre outras despesas para pagar mensais... Achas que seria vergonhoso arranjar outro trabalho, legal, para minimizar as despesas mensais, ou será melhor deixar afundar até que as dividas "comam" todo?... Dá que pensar...né?
avatar
boinaazul1970
Sargento-Ajudante
Sargento-Ajudante

Masculino
Profissão : GNR (Unidade de Controlo Costeiro)
Nº de Mensagens : 1757
Mensagem : "HOMENS DE AÇO EM MURALHAS DE GRANITO"-(MEN OF STEEL IN THE GRANITE WALLS).
Meu alistamento : 26 Abril de 1993

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por rmss em Qua 05 Maio 2010, 22:56

Sinceramente não vejo onde está a vergonha. Que me digam que o desempenho de uma segunda profissã0 colide com as atribuíções de ser agente da autoridade ainda percebo, mas vergonha?? Vergonha é andar a receber o RIS e não fazer nenhum.
avatar
rmss
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 45
Profissão : Coordenador Recursos Humanos
Nº de Mensagens : 884
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por genere em Qui 06 Maio 2010, 10:04

O mexilhão é que se lixa sempre.
Porque vergonhoso é o seguinte:

O antigo GCG da Guarda, Mourato Nunes, está a receber uma pensão bem choruda (5915€/mês) que acumula com a função de Director Geral do Instituto Geográfico Portugues, mas depois de sair da GNR e até entrar neste instituto era o Secretario-Geral do Secretariado para a Cooperação entre Países de Língua Portuguesa em matéria de Segurança Pública.

Manuel Alegre, grande patriota e chu** do estado, recebe uma pensão de reforma da RDP de 3219€/mês que recebe desde Julho de 2006, que acumula com uma pensão subvitalicia de 2000€/mês, mais o salário de deputado. E ainda diz que só recebe aquilo que tem direito. Votem nele para presidente!

Agora um qualquer GCG da Guarda é que diz se podemos trabalhar legal ou não?

Estou indignado!
avatar
genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Brave Sir Robin em Qui 06 Maio 2010, 10:20

Vergonha??... Onde está a vergonha?
O trabalho não envergonha. Só enobrece!
Vergonha é o estado a que chegou este país, em que, de dia para dia, fico sem palavras para classificar a forma como este é governado e, sobretudo, sem nomes para chamar ao senhor presidente do conselho e demais sátrapas que o rodeiam... nomes que estejam dentro das normas de educação...
Vergonha é o Estado não ser justo na retribuição mensal aos seus funcionários, não os remunerando em proporção face ao risco e penosidade que sofrem por exercicio das suas funções.
Vergonha é viver num país em que o peso dos impostos suportados pelas famílias nos seus respectivos rendimentos obriga um trabalhador a procurar um segundo emprego, por forma a poder suportar as despesas...


Também eu, a curto prazo, procurarei uma alternativa para equilibrar as contas.
E venha o primeiro, com moral, para dizer que não o posso fazer!


Última edição por Brave Sir Robin em Qui 06 Maio 2010, 19:24, editado 1 vez(es)
avatar
Brave Sir Robin
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 44
Profissão : Agente de Polícia Municipal
Nº de Mensagens : 1271
Mensagem : FAZ O QUE FOR JUSTO. O RESTO VIRÁ POR SI SÓ. (Johan Wolfgang Von Goethe)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por J.F em Qui 06 Maio 2010, 17:36

genere escreveu:Vergonha é roubar e ser apanhado!
Se o mesmo for camionista e cumprir toda a legislação regulamentar e CE qual o mal?

É certo que os estatutos não nos permitem.
Mas por exemplo se um camarada "fizer" casamentos (servir à mesa), não é uma actividade em que nós possamos fiscalizar.

Deixem-se de tretas, ou é preferivel ser corrupto, traficante de droga e armas ou fazer "segurança privada"?

Haja trabalho, saúde e mãozinhas para isso e o GCG que se...ignore

Exactamente camarada Genere, vergonha é roubar e ser apanhado ou estar a coçar os corrones à custa dos que trabalham e que descontam para a segurança social ( diga-se os coitadinhos que recebem o RSI )
Eu, enquanto poder mexer bem as mãos e os pés, que venha um trabalhinho extra, que não nego fogo. Quando for cota ( se lá chegar) tenho tempo de me encostar.
Os nossos desgovernantes não precisam de trabalhar, recebem pensão por tudo e por nada, porque é que eu não tenho de tratar de me governar enquanto tenho saúde?
avatar
J.F
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 49
Profissão : Patrulheiro da GNR
Nº de Mensagens : 1037
Mensagem : 2015, promete ser um ano afrodisíaco.
Vamos andar sempre tesos.
Convite :Aceita-se Guardas/Cabos para trabalhar em turnos de oito horas em Posto Territorial com defice de recursos humanos.
Meu alistamento : 04MAR91

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Dominic em Ter 11 Maio 2010, 20:20

Vergonha é uns terem que trabalhar para outros estarem em casa e virem aos postos so para marcar presença e depois irem para casa e se presisarmos temos que telefonar.
Meu deus que prendam quem não faz nada e deixem trabalhar quem dá lucro a Portugal um bem aja a todos
avatar
Dominic
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 314
Meu alistamento : 06/10/1999,
dia que a diva do fado morreu Amalia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por bezoura em Ter 11 Maio 2010, 22:25

A todos os que se manisfestaram contra os que tentam ganhar algum dinheiro extra de forma honesta, não me venham lixar com falsos moralismos.
Quer dizer que todos os outros, ex-Administrdaores de bancos, Ex-deputados.... e muitos outros podem estar a receber dois e mais ordenados e nós que nos temos que sujeitar á vontade desta Instituição, cujas ideias são como o vento, não o podemos fazer.
Por favor deixem trabalhar quem o pode fazer e precisa. Pioréra se andassem a roubar, ou daí até talvez não já que esses nunca vão presos.


Última edição por bezoura em Ter 11 Maio 2010, 22:27, editado 1 vez(es) (Razão : ortografia)
avatar
bezoura
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 414
Mensagem : A mudança do mundo depende de cada um se melhorar a si mesmo.
Meu alistamento : Já lá vai algum tempo....

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por josse em Qua 12 Maio 2010, 11:11

Para o camarada amsv é vergonha ter dois trabalhos .
Para mim é mais vergonhoso ir ao cafe e um civil pagar o mesmo (para nao dizer almoços etc etc)

"O TRABALHO LIBERTA"
avatar
josse
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 42
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1095
Mensagem : A vida é uma folga que a morte nos dá.
Meu alistamento : 2º -1998 AIP 1ª companhia turma 4

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por hsfarao em Qua 12 Maio 2010, 11:38

Irrita-me a forma fácil como normalmente são debatidos os assuntos aqui no fórum.
Porque colocam a "questão" de forma tão simplória (a favor? ou contra?)
Porque é que não se inicia um tópico destes sem nós manifestarmos se somos contra ou a favor e antes reflectirmos sobre o tema e de forma objectiva apresentar soluções e contribuir com ideias para o debate?
avatar
hsfarao
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 42
Profissão : Guarda
Nº de Mensagens : 487
Mensagem : Ninguém pode ver nem compreender nos outros o que ele próprio não tiver vivido.
Autor: Hermann Hesse
Meu alistamento : GIA, Turma A, Curso 1999/2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por genere em Sex 04 Jun 2010, 08:34

Puxando este assunto.
Estou em vias de abrir um negócio.
Actividades sujeitas a fiscalização policial ou estabelecimento sujeito a fiscalização policial?
Nem o EMGNR é explícito nisso.
Por exemplo uma companhia de seguros é alvo de fiscalização policial? Eu penso que não.
avatar
genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por peteralex em Sex 04 Jun 2010, 09:29

pedro_ponte escreveu:consegues me indicar onde esta o topico?
obrigado

Passa por aqui
http://forumgnr.virtuaboard.com/neps-e-directivas-f56/nep-126-acumulacao-de-funcoes-dos-militares-da-gnr-t18861.htm
avatar
peteralex
Cabo-Mor
Cabo-Mor

Masculino
Idade : 37
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 313
Meu alistamento : 2002, 1ª Companhia - 6º Pelotão AIP/EPG


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Patrulhas em Sex 04 Jun 2010, 11:05

Já repararam, que quem menos ganha, é que está estrangulado, na alternativa de ter uma outra ocupação remunerada (legalmente). Vejam os deputados, fazem as leis de manhã, à tarde estão nos seus escritórios a elaborar requerimentos, para gozar da lei que haviam aprovado, assim que entre em vigor.
Estou a tirar um curso superior, ainda não sei como vai ser o meu estágio, porque pelo estatuto, as funções colidem, apesar de ser não remunerado.
Mas pode ser que algo mude, até lá.
Mas também existe muita inveja, ainda muito recentemente um camarada porque estava a exercer funções, em regime de voluntariado, foi fiscalizado e só pelo facto de ter dito que era camarada, foi expremido pelo sargento do trânsito que fez logo informação, teve azar porque o nosso camarada tem autorização, mas na altura o que menos importou foi a fiscalização, mas sim "entalar" o Guarda.
Cumprimentos,

avatar
Patrulhas
1º Sargento
1º Sargento

Masculino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 1192
Meu alistamento : Curso de 1999

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por sfmt em Sex 04 Jun 2010, 15:05

O pessoal so tem e de fazer o que eles pedem preencher aquele anexo da nep e fazer uma exposição do que pretendem fazer... eu quis abrir uma empresa online, fiz a exposição e foi-me concedida por isso...nada como tentar as vezes critica-se e fala-se mas nem se tenta...
Acho que cada um é quetem de saber estar na vida e nao misturar as coisas q e o mais importante....
avatar
sfmt
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 38
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 290
Meu alistamento : 2001 - Primeiros Guardas do Séc. XXI

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Roque em Sex 04 Jun 2010, 15:13

Na minha opinião cada um trabalha em quantos trabalhos quiser, desde que não fuja às responsabilidades de nenhum deles.

O militar da Guarda é um homem como outro qualquer, é a realidade. Se não aproveitar a autoridade\conhecimentos que tem para influenciar o negócio...força.

Há quem trabalhe em negócios da família, por exemplo, só não é oficial. Eu prefiro que seja oficial, mas eu sou estranho, já me constou.

Boa sorte para o negócio!
avatar
Roque
Aspirante
Aspirante

Masculino
Profissão : Militar da GNR\UI
Nº de Mensagens : 3093
Mensagem : "Their brands were still on fire and their hooves were made of steel"

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por casaca em Sex 04 Jun 2010, 16:28

Trabalhar não é vergonha para ninguém.
Vergonha é ser corrupto, roubar ou traficar algo ilegal, como se tem visto...
Acho que nos deviam dar autorização para, se tivermos "tempo" podermos exercer uma outra actividade.
Hoje em dia a vida está muito complicada e o dinheiro não cai do ceu, certo?
Mais vale trabalhar, do que acumular dividas como em certos casos e ficarem enterrados até ao pescoço.
Fiquem bem.
avatar
casaca
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Feminino
Idade : 41
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 209
Mensagem : A união faz a força.
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)
1999

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por VaN_dRaCk em Sex 04 Jun 2010, 17:10

Um Guarda conduzir um taxi, ou um camião ou seja o que for, para ganhar uns trocos, apesar de não ser vergonha nenhuma, não deixa de ser algo sujeito a fiscalização das autoridades policiais, ou seja, NÃO PERMITIDO!!!

Eu não concordo com isto.. Mas pronto!!!
avatar
VaN_dRaCk
Tenente
Tenente

Masculino
Idade : 32
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 4103
Meu alistamento : AIP 2006

http://www.hell.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por ruca em Sab 05 Jun 2010, 17:22

Na minha humilde opinião, todos quantos têm o "poder" de julgar/fiscalizar, deveriam de exercer mesmo que a titulo excepcional, funções em variadíssimas áreas, onde todas as descritas anteriormente deveriam de ser mais destacadas.

Nada como e certamente já ouviram falar SABER-SER, SABER-SABER, SABER-FAZER.
avatar
ruca
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 51
Profissão : Motorista/Formador
Nº de Mensagens : 39
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Roque em Sab 05 Jun 2010, 17:28

Não seria:

Saber Ser, saber fazer e saber estar?

Se os militares querem trabalhar fora da guarda devem ser tratados como civis. Se tiverem que ser autuados são, como qualquer cidadão. Não pode haver desvio de influências, isso não!

Acho que o problema que algumas pessoas vêem no acto de um militar conduzir um táxi/camião, mesmo que não se verifique (acredito que não se verifique), é o uso da profissão de G.N.R. para "escapar" a certas coisas. Mas se formos por aí, nenhum militar deveria ter viatura própria.
avatar
Roque
Aspirante
Aspirante

Masculino
Profissão : Militar da GNR\UI
Nº de Mensagens : 3093
Mensagem : "Their brands were still on fire and their hooves were made of steel"

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por ruca em Sab 05 Jun 2010, 17:31

Roque escreveu:Se os militares querem trabalhar fora da guarda devem ser tratados como civis. Se tiverem que ser autuados são, como qualquer cidadão. Não pode haver desvio de influências, isso não!

Acho que o problema que algumas pessoas vêem no acto de um militar conduzir um táxi/camião, mesmo que não se verifique (acredito que não se verifique), é o uso da profissão de G.N.R. para "escapar" a certas coisas. Mas se formos por aí, nenhum militar deveria ter viatura própria.



Perfeitamente de acordo
avatar
ruca
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 51
Profissão : Motorista/Formador
Nº de Mensagens : 39
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por zerusso em Sab 05 Jun 2010, 17:51

Acho bem pior os músicos e os atletas. Esses para além de não exercerem no dia a dia as funções inerentes à nossa profissão ainda podem tocar nas orquestras deste país e correr pelo Sporting, Conforlimpa etc
avatar
zerusso
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 43
Profissão : GNR/UCC - Marinheiro Ex-Operador Radar e Transmissões
Nº de Mensagens : 106
Mensagem : Vocês riem-se de mim por eu ser diferente, e eu rio-me de vocês por serem todos iguais!!!!
Meu alistamento : 02/11/98 GIA

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por ruca em Sab 05 Jun 2010, 17:55

zerusso escreveu:Acho bem pior os músicos e os atletas. Esses para além de não exercerem no dia a dia as funções inerentes à nossa profissão ainda podem tocar nas orquestras deste país e correr pelo Sporting, Conforlimpa etc


Não esquecendo que muitos deles (a maioria) são maestros de filarmónicas, fanfarras, orquestras, etc, etc e tal.
avatar
ruca
Guarda Provisório
Guarda Provisório

Masculino
Idade : 51
Profissão : Motorista/Formador
Nº de Mensagens : 39
Meu alistamento : Aqui podes colocar o ano do teu alistamento!(Facultativo)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por genere em Sab 05 Jun 2010, 20:29

A Lei 12-A/2008 que estabelece o regime de vinculação, remuneração e carreiras dos trabalhadores da função pública nos seus artigos 26,27,28 e 29 também não é muito clara.
Deixando as decisão para as chefias de cada um.

Por exemplo uma pessoa que queria trabalhar fora da ZA ou na ZA da PSP não vejo como pode contrariar tal lei.

Um proprietário de um café, restaurante que tem uma clientela fiel segundo o que me parece já contraria o disposto no 28 e 29.

Ou seja por ora estamos estagnados e vamos ficar estrangulados, pois tudo a subir menos os ordenados, as regalias a sumirem-se, a sociedade com os olhos postos em nós que embora não nos respeitem querem que nós sejamos exemplos, um horário de trabalho desumano, folgas desumanas e chefias desumanas que vai ser de nós?!
avatar
genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Roque em Sab 05 Jun 2010, 21:30

O primeiro passo para fazer resultar é acreditar que resulta.
Vejo pessoas a pensar tão negativamente, só negativamente...

Camaradas, já sabiam que a profissão era assim!
avatar
Roque
Aspirante
Aspirante

Masculino
Profissão : Militar da GNR\UI
Nº de Mensagens : 3093
Mensagem : "Their brands were still on fire and their hooves were made of steel"

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Papaléguas em Sab 05 Jun 2010, 21:53

os senhores jogadores vão á selecção nacional...que deveria ser uma fonte de orgulho para qualquer jogador representar o seu país...mas são pagos a 800€ por dia...se não me engano é um ordenado de um militar da guarda em inicio de carreira (+/-) por mês...
vergonha é roubar e ser apanhado...


aqui há uns anos o militar da guarda era considerado pela sociedade, como um apessoa de de classe social média/alta, os anos passaram, a sociedade evoluiu, os ordenados pouco ou nada evoluiram...actualmente o militar da guarda está incluido numa classe social média/baixa, e axo que tem tendencia a piorar...mas como alguém disse por aí, quem vem para a guarda já sabia para onde vinha...
avatar
Papaléguas
Furriel
Furriel

Profissão : militar
Nº de Mensagens : 479
Mensagem : "Quando a vida não te sorrir, faz-lhe cocegas..."
Meu alistamento : AIP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por folpaulo em Sab 05 Jun 2010, 23:55

Vou contar uma conversa que um certo oficial teve para com um camarada nosso, há minha frente por volta do ano 1992....
" O nosso Cabo xxxx, não tem vergonha, um guarda da GNR, com essas, mãos, todos sujas e calejadas.....(de referir que o nosso camarada trabalhava nas horas de folga, que eram poucas na construção civil),
Resposta do nosso camarada:
Meu Capitão xxx, de certo que estão um bocado sujas, mas digo-lhe com grande certeza que estão mais limpas que as do senhor"
hmm
avatar
folpaulo
Cabo-Chefe
Cabo-Chefe

Masculino
Idade : 49
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 251
Mensagem : Não manda bem quem tem a ânsia de mandar
Meu alistamento : 07-10-1991 GF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PITÃO 000 em Dom 06 Jun 2010, 00:03

Camaradas, podem estrabuchar à vontade, mas na minha sincera opinião a Lei está muito bem feita.
Olhem este exemplo:
No meu Posto existe alguns militares que têm Cafés no entanto estão no nome das esposas, mas são os militares que no tempo livre estão atrás do balcão, estes estabelecimentos de restauração e bebidas estão sugeitos a fiscalização policial. È certo que apenas dois pervaricam, mas é constrangedor para o Guarda ir fiscalizar estabelecimentos e ouvir " o dos vossos colegas não fiscalizam vocês...., um não tem licença nem declaração prévia e o outro não cumpre os horários e tem uma máquina de jogo nas traseiras do estabelecimento".
Como vêm camaradas, é muito bonito falar quando se está numa secretaria ou num coté qualquer, e não se anda na rua para ver as situações.
E agora vejam o seguinte vou lá fiscalizo, levanto os autos e participo a tribunal, o que é que os camaradas dizem "olhem aquele chibo, queimou o camarada...."
Acham bem..
Eu se fosse civil, e tivesse sido fiscalizado por um desses militares "baristas", havia de lhe consumir a cabeça, pedia reclamava por estar frio ou quente, chateava e escrevia no livro de reclamações.

E agora os outros, acham que o camionsta tem o disco direito, cumpre os horarios, tempo descanso, velocidade.... e o taxista tem cartão... duvido, se o tem, tem-no afixado e virado para os clientes....e os "seguranças ou porteiros", tem o cartão do MAI.. ´não têm, é impossivel, logo é crime.

Se fossem vocês a fiscalizar estes tipos o que faziam?

Por mim, nem que estivesse no nome da esposa era expulsão na certa, ocupavam o emprego deles na vida civil e deixavam uma vaga para quem realmente quer ser Guarda.

Acham dignificante?....

Tenho dito.

PITÃO 000
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 41
Profissão : GUARDA
Nº de Mensagens : 108
Meu alistamento : 16-06-1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Roque em Dom 06 Jun 2010, 01:23

folpaulo escreveu:
Vou contar uma conversa que um certo oficial teve para com um camarada nosso, há minha frente por volta do ano 1992....
" O nosso Cabo xxxx, não tem vergonha, um guarda da GNR, com essas, mãos, todos sujas e calejadas.....(de referir que o nosso camarada trabalhava nas horas de folga, que eram poucas na construção civil),
Resposta do nosso camarada:
Meu Capitão xxx, de certo que estão um bocado sujas, mas digo-lhe com grande certeza que estão mais limpas que as do senhor"

hmm

E o camarada, suponho, acha que esse Cabo respondeu bem ao Capitão, certo?
Mãos calejadas...qualquer militar pode ter, até é melhor que ter unhas grandes, mãos sujas não.

Se me respondesse assim tinha azar. Talvez ganhasse mais horas de folga.
avatar
Roque
Aspirante
Aspirante

Masculino
Profissão : Militar da GNR\UI
Nº de Mensagens : 3093
Mensagem : "Their brands were still on fire and their hooves were made of steel"

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PUMA em Dom 06 Jun 2010, 08:50

PITÃO 000 escreveu:Camaradas, podem estrabuchar à vontade, mas na minha sincera opinião a Lei está muito bem feita.
Olhem este exemplo:
No meu Posto existe alguns militares que têm Cafés no entanto estão no nome das esposas, mas são os militares que no tempo livre estão atrás do balcão, estes estabelecimentos de restauração e bebidas estão sugeitos a fiscalização policial. È certo que apenas dois pervaricam, mas é constrangedor para o Guarda ir fiscalizar estabelecimentos e ouvir " o dos vossos colegas não fiscalizam vocês...., um não tem licença nem declaração prévia e o outro não cumpre os horários e tem uma máquina de jogo nas traseiras do estabelecimento".
Como vêm camaradas, é muito bonito falar quando se está numa secretaria ou num coté qualquer, e não se anda na rua para ver as situações.
E agora vejam o seguinte vou lá fiscalizo, levanto os autos e participo a tribunal, o que é que os camaradas dizem "olhem aquele chibo, queimou o camarada...."
Acham bem..
Eu se fosse civil, e tivesse sido fiscalizado por um desses militares "baristas", havia de lhe consumir a cabeça, pedia reclamava por estar frio ou quente, chateava e escrevia no livro de reclamações.

E agora os outros, acham que o camionsta tem o disco direito, cumpre os horarios, tempo descanso, velocidade.... e o taxista tem cartão... duvido, se o tem, tem-no afixado e virado para os clientes....e os "seguranças ou porteiros", tem o cartão do MAI.. ´não têm, é impossivel, logo é crime.

Se fossem vocês a fiscalizar estes tipos o que faziam?

Por mim, nem que estivesse no nome da esposa era expulsão na certa, ocupavam o emprego deles na vida civil e deixavam uma vaga para quem realmente quer ser Guarda.

Acham dignificante?....

Tenho dito.

Como é possivel conseguir-se escrever tanta coisa sem nexo num só texto????
A vida deve te ser muito favorável, em termos financeiros, pois sorte a tua, mas nem todos têm essa sorte.
Neste mundo não existe só o teu umbigo, existem mais uns quantos milhões, mas por haver oficiais e sargentos com um pensamento como o teu, é que há camaradas a levar dias de suspenção, por trabalharem nas férias e fora do nosso horário de trabalho, porque precisam de trabalhar para comer, pagar os estudos dos filhos, as contas do comum mortal.
avatar
PUMA
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 39
Profissão : Guarda
Nº de Mensagens : 906
Meu alistamento : 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por genere em Dom 06 Jun 2010, 09:32

Eu penso que esses camaradas, os nesse caso as esposas deviam ser autuadas e mais nada.
Nem facilitar nem prejudicar.
Imagine-se que esses camaradas já tinham casado com a dona do estabelecimento?
Será que nos tempos livre tinham de estar em casa a ver novelas?
Agora essas bocas são como o olho do c´, cada um tem o seu e dá-o como quer e a quem quer.
Pois se não fosse guarda já não falavam assim.
Também sou contra o facto de serem guardas e não cumprirem a lei, pois isso toca a escrever.
Toda a gente, mas toda tem de andar legal.
avatar
genere
Aspirante
Aspirante

Masculino
Idade : 37
Profissão : Militar da GNR
Nº de Mensagens : 3049
Meu alistamento : CFP 2004 AIP ; CPCb 11/12 CFFF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por geno80 em Dom 06 Jun 2010, 12:00

Não sou contra as esposas dos militares terem um negocio ou comercio, sou contra sim, o militar que nunca tem tempo para o serviço passar horas no estabelecimento da esposa. Mais grave é ele ter conhecimento da lei e nao a fazer cumprir no estabelecimento da esposa.
avatar
geno80
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 36
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 109
Meu alistamento : 2006

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PITÃO 000 em Dom 06 Jun 2010, 21:17

PUMA escreveu:
PITÃO 000 escreveu:Camaradas, podem estrabuchar à vontade, mas na minha sincera opinião a Lei está muito bem feita.
Olhem este exemplo:
No meu Posto existe alguns militares que têm Cafés no entanto estão no nome das esposas, mas são os militares que no tempo livre estão atrás do balcão, estes estabelecimentos de restauração e bebidas estão sugeitos a fiscalização policial. È certo que apenas dois pervaricam, mas é constrangedor para o Guarda ir fiscalizar estabelecimentos e ouvir " o dos vossos colegas não fiscalizam vocês...., um não tem licença nem declaração prévia e o outro não cumpre os horários e tem uma máquina de jogo nas traseiras do estabelecimento".
Como vêm camaradas, é muito bonito falar quando se está numa secretaria ou num coté qualquer, e não se anda na rua para ver as situações.
E agora vejam o seguinte vou lá fiscalizo, levanto os autos e participo a tribunal, o que é que os camaradas dizem "olhem aquele chibo, queimou o camarada...."
Acham bem..
Eu se fosse civil, e tivesse sido fiscalizado por um desses militares "baristas", havia de lhe consumir a cabeça, pedia reclamava por estar frio ou quente, chateava e escrevia no livro de reclamações.

E agora os outros, acham que o camionsta tem o disco direito, cumpre os horarios, tempo descanso, velocidade.... e o taxista tem cartão... duvido, se o tem, tem-no afixado e virado para os clientes....e os "seguranças ou porteiros", tem o cartão do MAI.. ´não têm, é impossivel, logo é crime.

Se fossem vocês a fiscalizar estes tipos o que faziam?

Por mim, nem que estivesse no nome da esposa era expulsão na certa, ocupavam o emprego deles na vida civil e deixavam uma vaga para quem realmente quer ser Guarda.

Acham dignificante?....

Tenho dito.

Como é possivel conseguir-se escrever tanta coisa sem nexo num só texto????
A vida deve te ser muito favorável, em termos financeiros, pois sorte a tua, mas nem todos têm essa sorte.
Neste mundo não existe só o teu umbigo, existem mais uns quantos milhões, mas por haver oficiais e sargentos com um pensamento como o teu, é que há camaradas a levar dias de suspenção, por trabalharem nas férias e fora do nosso horário de trabalho, porque precisam de trabalhar para comer, pagar os estudos dos filhos, as contas do comum mortal.

PITÃO 000
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 41
Profissão : GUARDA
Nº de Mensagens : 108
Meu alistamento : 16-06-1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PITÃO 000 em Dom 06 Jun 2010, 21:23

PUMA escreveu:
PITÃO 000 escreveu:Camaradas, podem estrabuchar à vontade, mas na minha sincera opinião a Lei está muito bem feita.
Olhem este exemplo:
No meu Posto existe alguns militares que têm Cafés no entanto estão no nome das esposas, mas são os militares que no tempo livre estão atrás do balcão, estes estabelecimentos de restauração e bebidas estão sugeitos a fiscalização policial. È certo que apenas dois pervaricam, mas é constrangedor para o Guarda ir fiscalizar estabelecimentos e ouvir " o dos vossos colegas não fiscalizam vocês...., um não tem licença nem declaração prévia e o outro não cumpre os horários e tem uma máquina de jogo nas traseiras do estabelecimento".
Como vêm camaradas, é muito bonito falar quando se está numa secretaria ou num coté qualquer, e não se anda na rua para ver as situações.
E agora vejam o seguinte vou lá fiscalizo, levanto os autos e participo a tribunal, o que é que os camaradas dizem "olhem aquele chibo, queimou o camarada...."
Acham bem..
Eu se fosse civil, e tivesse sido fiscalizado por um desses militares "baristas", havia de lhe consumir a cabeça, pedia reclamava por estar frio ou quente, chateava e escrevia no livro de reclamações.

E agora os outros, acham que o camionsta tem o disco direito, cumpre os horarios, tempo descanso, velocidade.... e o taxista tem cartão... duvido, se o tem, tem-no afixado e virado para os clientes....e os "seguranças ou porteiros", tem o cartão do MAI.. ´não têm, é impossivel, logo é crime.

Se fossem vocês a fiscalizar estes tipos o que faziam?

Por mim, nem que estivesse no nome da esposa era expulsão na certa, ocupavam o emprego deles na vida civil e deixavam uma vaga para quem realmente quer ser Guarda.

Acham dignificante?....

Tenho dito.

Como é possivel conseguir-se escrever tanta coisa sem nexo num só texto????
A vida deve te ser muito favorável, em termos financeiros, pois sorte a tua, mas nem todos têm essa sorte.
Neste mundo não existe só o teu umbigo, existem mais uns quantos milhões, mas por haver oficiais e sargentos com um pensamento como o teu, é que há camaradas a levar dias de suspenção, por trabalharem nas férias e fora do nosso horário de trabalho, porque precisam de trabalhar para comer, pagar os estudos dos filhos, as contas do comum mortal.

PITÃO 000
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 41
Profissão : GUARDA
Nº de Mensagens : 108
Meu alistamento : 16-06-1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PITÃO 000 em Dom 06 Jun 2010, 21:25

caro PUMA. Já vi que não andas na rua.....se andasses percebias...felismente só gasto o k ganho e chega.

PITÃO 000
Cabo-Excepção
Cabo-Excepção

Masculino
Idade : 41
Profissão : GUARDA
Nº de Mensagens : 108
Meu alistamento : 16-06-1997

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PUMA em Dom 06 Jun 2010, 23:48

Amigo ando na rua desde 2001 e comecei por estagiar em Sacavem e se és de 97 e andas na rua então sabes o que quer dizer ter trabalhado sempre na rua no destacamento de Sintra.
Não entendo o porque dessa tua observação e sinceramente, tambem não estou interessado em entender.
avatar
PUMA
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 39
Profissão : Guarda
Nº de Mensagens : 906
Meu alistamento : 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por Casper-pt em Seg 07 Jun 2010, 00:13

Eu acho piada aos que dizem que são certinhos e querem tudo certinho e não deviam fazer isto ou aquilo...

Meus amigos deixem-se de tretas. Mas quem é que queremos enganar?

A Guarda paga mal. Portugal está de rastos. Não se aproximam tempos melhores.

Eu só não abro um negócio legal e transparente em nome da minha esposa, só não a judo no máximo, só não ganho o máximo no negócio se não puder.

E só estaria em nome da esposa por causa desta Lei porque senão estaria em meu e ninguém tem nada a ver com isso desde que seja completamente legal.

Qual é a dúvida em relação a isto?

Não vou roubar, fazer nada ilegal, nem quero ser favorecido em nada nem por ninguém.

Apenas quero ter os mesmos direitos e oportunidades que toda a gente, nem mais, nem menos.

Há algum mal nisto?

Não gosto dos presunçosos nem das papoilas que não sabem o que fazer nesta ou naquela situação e depois vem para aqui falar como se fossem exemplos.

Tem que autuar, fiscalizar, punir, deter, repreender, informar, etc... quem comete ilegalidades, se prepara para as cometer ou simplesmente por rotina, agora o que não tem naad que fazer é não o fazer por isto ou por aquilo e muito menos por dor de cotovelo, carolice ou inveja.

Quem disser o contrário é apenas hipócrita.

E antes que me perguntes, sim, andei sempre na rua até agora e nos Pters com mais trabalho.
avatar
Casper-pt
Furriel
Furriel

Masculino
Idade : 40
Profissão : GNR
Nº de Mensagens : 441
Meu alistamento : 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Trabalhar fora da Guarda

Mensagem por PUMA em Seg 07 Jun 2010, 02:55

Casper-pt escreveu:Eu acho piada aos que dizem que são certinhos e querem tudo certinho e não deviam fazer isto ou aquilo...

Meus amigos deixem-se de tretas. Mas quem é que queremos enganar?

A Guarda paga mal. Portugal está de rastos. Não se aproximam tempos melhores.

Eu só não abro um negócio legal e transparente em nome da minha esposa, só não a judo no máximo, só não ganho o máximo no negócio se não puder.

E só estaria em nome da esposa por causa desta Lei porque senão estaria em meu e ninguém tem nada a ver com isso desde que seja completamente legal.

Qual é a dúvida em relação a isto?

Bravo, bravo

Não vou roubar, fazer nada ilegal, nem quero ser favorecido em nada nem por ninguém.

Apenas quero ter os mesmos direitos e oportunidades que toda a gente, nem mais, nem menos.

Há algum mal nisto?

Não gosto dos presunçosos nem das papoilas que não sabem o que fazer nesta ou naquela situação e depois vem para aqui falar como se fossem exemplos.

Tem que autuar, fiscalizar, punir, deter, repreender, informar, etc... quem comete ilegalidades, se prepara para as cometer ou simplesmente por rotina, agora o que não tem naad que fazer é não o fazer por isto ou por aquilo e muito menos por dor de cotovelo, carolice ou inveja.

Quem disser o contrário é apenas hipócrita.

E antes que me perguntes, sim, andei sempre na rua até agora e nos Pters com mais trabalho.
avatar
PUMA
2º Sargento
2º Sargento

Masculino
Idade : 39
Profissão : Guarda
Nº de Mensagens : 906
Meu alistamento : 2000

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares